Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BRIGUENTA

Luisa Mell rejeita se candidatar por medo de morrer: 'Tenho língua grande'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Luisa Mell de cabelo solto e vestido decotado verde

Luisa Mell em foto publicada nas redes sociais; ativista negou que irá se candidatar em 2022

REDAÇÃO

Publicado em 4/9/2020 - 8h33

Luisa Mell negou a intenção de se candidatar para qualquer cargo público nas eleições de 2022 porque tem medo de acabar morta. A ativista falou dos ataques que já sofre na internet por sua posição política e lembrou da execução de Marielle Franco (1979-2018). "Acho que eu correria o risco de ser assassinada. Eu tenho uma língua grande", disse ela.

Em entrevista ao colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, Luisa afirmou que é vítima de muito ódio nas redes sociais por ser contra o governo de Jair Bolsonaro. "Nunca fui tão atacada. Os eleitores do Bolsonaro, os robôs que a gente sabe que tem, são de uma violência, de querer destruir meu trabalho, destruir tudo o que eu faço. Um jogo meio assustador", relatou.

Segundo ela, as pessoas acabam confundindo seu ativismo ambiental com posicionamento político. "Eu sempre lutei contra todos os governos. Na minha opinião, nenhum governo realmente até hoje levou com seriedade a parte ambiental e dos direitos dos animais", lamentou.

"A posição do Bolsonaro em muitas coisas, inclusive, na campanha, ele realmente não entende esse lugar. É uma tragédia em relação ao desrespeito aos povos indígenas", disparou ela. "Eu choro, não queria ter nada a ver com isso. Que vantagem eu tenho nessa briga? Eu só perco, sou perseguida, sou xingada", desabafou Luisa.

A ativista ainda lembrou de suas origens para justificar o posicionamento contra o presidente: "Eu sou judia. Fico me perguntando onde estavam as pessoas de bem [no Holocausto] quando estavam matando os judeus. E agora eu fico pensando se no futuro vão perguntar onde estavam as pessoas de bem quando estavam matando os índios", afirmou.

"O meu maior medo é que aconteça comigo o que aconteceu com a Marielle. Eu sou muito briguenta. Se eu vir qualquer injustiça, me irrito e não me calo", assegurou Luisa. Apesar de ter diversos projetos sociais em mente, envolvendo principalmente os animais, ela assegurou que não será candidata nas próximas eleições. "Eu não estou pronta para ser política", finalizou.

Confira abaixo a entrevista completa:

Leia também

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?