Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ARREPENDIMENTO

Juliana Didone se culpa por procedimento no parto da filha: 'Meu mundo caiu'

Reprodução/Instagram

Juliana Didone deitada no sofá, de camisa azul listrada e cabelo rosa

Juliana Didone deu depoimento emocionante sobre complicações no parto, no Boas-Vindas, do GNT

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/10/2020 - 12h22

Juliana Didone passou por momentos difíceis durante o nascimento da filha, Liz, atualmente com dois anos. A atriz se sentiu culpada por ter autorizado que a equipe médica fizesse um procedimento perigoso, que nem é mais usado, para trazer a menina ao mundo. A decisão causou ferimentos na criança e a deixou desesperada. "Meu mundo caiu", declarou.

Ao programa Boas-Vindas, do GNT, a artista contou que fez de tudo para dar à luz por meio de parto natural, mas que depois de dois dias em trabalho de parto precisou fazer cesária.

Ela ressaltou que, apesar de estar passando mal e sentir que precisaria abrir mão da sua vontade inicial, a equipe de profissionais a pressionou para continuar o parto sem intervenção cirúrgica.

"Eu tinha me dedicado muito a esse parto. Tinha doula, enfermeira, banheira de plástico no meio da sala. 24 horas depois que começou esse trabalho de parto, eu fui para o hospital. Lá pelas tantas, eu ouvi: 'não desiste, você vai desistir?'. Mas, ao mesmo tempo que eu já sentia o instinto materno falando 'esquece, plano B', tinha aquelas pessoas falando 'não, não, não'", iniciou.

Juliana, então, aceitou a proposta de forçar o nascimento do bebê usando um procedimento considerado inadequado.

"A gente tentou kiwi, um procedimento que hoje nem se usa. Você fala com pediatras e eles acham loucura. É tipo um vácuo, que puxa. E eu ali, com minha equipe, sendo motivada de novo a não desistir. 'Vai, tá quase, tá quase'. Chegou o amanhecer, 6h da manhã. Eu já estava exausta", relembrou.

Durante o processo, a atriz resolveu seguir um conselho de sua mãe, já que estava sentindo que algo de ruim poderia acontecer se continuasse insistindo no plano inicial.

"Liguei para a minha mãe e ela falou: 'O quê? Vai para a cesárea agora'. E ali foi uma iluminação de verdade. A Liz nasceu com uma cesária de emergência mesmo, com a cabeça toda ferida pelo vácuo. Meu mundo caiu. Eu estava muito feliz porque minha filha estava bem e respirando, mas ela já estava em sofrimento, ela teve que ir para incubadora", completou.

A famosa se arrependeu de ter aceitado o procedimento. "Eu me senti péssima de acreditar que essa linha era a certa. A gente quase perdeu nossa filha", disse a jovem, referindo-se ao marido Flávio Rossi. "Na hora, falei: rasga tudo o que você criou na sua cabeça e se ouve. Ouve sua filha, ouve o que você quer", completou.

A atriz afirmou que a experiência foi um grande aprendizado e serviu para que ela reavaliasse vários aspectos de sua vida. "Eu fiz tanto esforço físico que não conseguia segurá-la nos braços. Eu não tinha energia. Meu medo se potencializou de que eu causei um sofrimento à minha filha."


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do início do BBB21?