Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONTEÚDO IMPRÓPRIO

Indiciado, Felipe Neto diz que é vítima de articulação do 'ódio bolsonarista'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Felipe Neto em vídeo no seu canal do YouTube

Felipe Neto em foto publicada no Instagram; youtuber foi indiciado e afirmou ser vítima de 'ódio bolsonarista'

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 6/11/2020 - 20h24

Felipe Neto foi indiciado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro por supostamente divulgar conteúdo impróprio para crianças e adolescentes. O youtuber reagiu à acusação nesta sexta-feira (6) e afirmou que é vítima de "articulação do ódio bolsonarista". Ele também disse que está tranquilo e confia na Justiça.

Segundo o jornal Extra, Felipe Neto foi indiciado após uma denúncia anônima que o acusou de ter violado o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente) ao supostamente publicar conteúdo inadequado para crianças e adolescentes em seu canal e também por não classificar seus vídeos por faixa etária.

"O youtuber e influenciador foi indiciado por divulgar material impróprio para crianças e adolescentes em seu canal do YouTube e por não limitar a classificação etária dos vídeos com conteúdo e linguajar inapropriado para menores", informou a Polícia Civil, em nota.

"As investigações iniciaram após expediente oriundo do Ministério da Justiça. Durante as investigações foram analisados diversos vídeos e postagens, bem como publicações, nas quais o indiciado claramente não tem a preocupação em classificar seu material de divulgação", acrescentou.

Nas redes sociais, o influenciador declarou que o delegado "decidiu me indiciar sem apurar nada ou fazer qualquer investigação". Em nota assinada por sua assessoria, Felipe Neto reiterou que "permanece absolutamente convicto de que nunca praticou crime algum".

O youtuber ressaltou que já esperava que um inquérito do tipo seria aberto porque é um das personalidades que mais se manifesta contra o governo de Jair Bolsonaro. Por isso, segundo o comunicado, ele "já estava preparado para enfrentar todos tipos de ataque cometido pela articulação de ódio". 

De acordo com a comunicado, Felipe Neto virou alvo de uma campanha difamatória, que inclui desde a "propagação de notícias falsas a falsas acusações" e que tem como objetivo destruir sua imagem e reputação.

Desafeto do presidente, Felipe Neto chegou a ser um dos destaques do Jornal Nacional em julho após se tornar vítima de fake news e receber ameaças de morte na porta de sua casa por causa de suas habituais críticas ao Governo Federal.

Veja o comunicado de Felipe Neto no Twitter:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?