Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MUDOU DE VIDA

Grávida, ex-panicat Dani Bolina abandona o Brasil para ter filho nos Estados Unidos

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Dani Bolina em Nova York, em março de 2021

Dani Bolina em Nova York, em março; ex-panicat mora em Jersey City, nos Estados Unidos

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 27/9/2021 - 6h40

Dani Bolina, 37 anos, abandonou o Brasil. No começo do ano, a ex-panicat se mudou para Jersey City, região metropolitana de Nova York, nos Estados Unidos. A intenção era ficar perto do namorado, o lutador de MMA Thiago Rela, 32. A pandemia e o amor a fizeram ficar no país. Agora, grávida pela primeira vez e oficialmente casada, ela decidiu ter seu bebê, uma menina, em terras norte-americanas.

"Vou ter minha filha nos Estados Unidos. Moro em Jersey City por causa do Thiago, pois ele já morava aqui. Temos uma academia de jiu-jítsu. Ele já estava aqui, eu é que migrei", conta ao Notícias da TV.

"Na realidade, comecei a vir mais para os Estados Unidos no ano passado. No começo deste ano, vim para ficar até o Carnaval. Como não teve Carnaval, fiquei e não voltei mais (risos)", brinca.

Juntos há um ano e meio, Dani e Rela iniciaram um romance pelas redes sociais. Foram cinco meses de uma aproximação apenas por telefone e videoconferência, mas o suficiente para a modelo fazer as malas e ir ao encontro do atleta. Com o passar dos meses, o casal teve a certeza de que a relação era séria e decidiu engravidar.

Dani Bolina no Pânico na TV (2003-2012): modelo agora mora nos EUA (Foto: Reprodução/Instagram)

"Nós planejamos a gravidez. Eu tinha DIU [método contraceptivo] e o retirei em dezembro, antes de vir para cá. Desde então, estávamos nessa expectativa. Eu fazia teste de ovulação e tudo, mas a menstruação descia. Então, teve um mês que eu falei: 'Vou largar mão'. Estava fazendo tudo certinho e pensei: 'Se tiver que vir, virá'", relembra.

Atualmente no terceiro mês de gestação, a ex-assistente de palco do Pânico na TV (2003-2012) entrega que a decisão de ter e criar a filha no exterior também foi traçada pelo casal. "Nossa estrutura já está montada [nos Estados Unidos]. O Thiago já mora aqui e, antes de qualquer coisa, já estávamos prevendo morar aqui. Combinamos de construir família aqui mesmo", reitera. Os dois oficializaram a união no civil no último dia 18.

Dificuldade com o idioma

A decisão de dar à luz nos Estados Unidos trouxe para Dani uma nova realidade: a rotina em consultórios médicos e hospitais no diferente sistema de saúde norte-americano. Ainda em adaptação com o idioma, ela se viu confusa e preocupada em seu pré-natal.

"Eu não domino o inglês ainda. Não consigo me comunicar totalmente em inglês. Eu estava bem apreensiva por conta disso. Eu ia nos lugares com o Thiago, e era difícil. Você pode dizer: 'Ah, mas tem o tradutor'. Mas eu quero falar com o médico e quero que ele me entenda. Não quero falar para uma pessoa, para essa pessoa repassar para o profissional. É um telefone sem fio. No final, não chega do mesmo jeito. Era uma coisa que estava me deixando muito ansiosa", desabafa.

"E aqui no meu Estado, culturalmente falando, é tudo muito diferente. Eles [os médicos] não atendem mulheres antes das oito semanas de gestação. Não é como no Brasil. Eu estava vivendo no escuro e me cuidando da maneira que achava que tinha que ser, pegando informações com amigas minhas que estavam grávidas", narra.

Thiago Rela e Dani Bolina: casal mora nos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Instagram)

Por conta desse perrengue, a modelo cogitou voltar para o Brasil para fazer o pré-natal e ter seu bebê. "Falei para o Thiago: 'Não quero ter meu filho aqui'. Além disso, a gente não tem plano de saúde aqui. Temos que fazer tudo no particular. E, mesmo assim, não seria um quarto só para mim. É tudo muito diferente. Eu falava: 'Se continuar desse jeito, quero ter meu filho no Brasil'", conta.

Tudo mudou quando Dani entrou em contato com amigos, em especial Thammy Miranda e Andressa Ferreira, que tiveram Bento nos EUA. Com dicas do casal, ela encontrou uma empresa de Miami que presta serviços para gestantes estrangeiras.

"Agora tenho dois médicos que estão sendo incríveis e uma base real para mim. Fiquei duas semanas [em Miami], fiz todos os exames e fui bem atendida. Fiz os exames morfológicos e estou bem tranquila. Consigo conversar com o médico, que fala espanhol. E o pediatra é brasileiro."

"Fiquei muito mais aliviada. Eles têm basicamente os mesmos costumes [dos brasileiros], respeitam e entendem nossas escolhas. Agora consigo falar com o médico coisas simples como: 'Posso comer isso?' ou 'Posso fazer isso?'. Antes, era um tiro no escuro", comemora.

Até o fim da gestação, Dani precisará ir com frequência de Jersey City para a Flórida para o pré-natal. Na reta final da gravidez, ela ficará de vez em Miami para dar à luz. Mamãe de primeira viagem, ela se organiza para preparar o enxoval de sua menina apenas quando estiver na cidade. "Não comprei nada ainda", admite.

TUDO SOBRE

Dani Bolina


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas