Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MADRINHA DE BATERIA

Após ser chamada de gorda, Dani Bolina seca seis quilos para o Carnaval

DIVULGAÇÃO/FELIPE ARAÚJO

Dani Bolina com roupa dourada em ensaio para o Carnaval 2020

A ex-panicat Dani Bolina engordou após tomar remédios para tratar a baixa imunidade e recebeu críticas

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 13/2/2020 - 5h02

A ex-panicat Dani Bolina, 36 anos, madrinha de bateria da Unidos de Vila Maria, encarou um 2019 complicado. Em junho, subiu na balança e constatou seis quilos a mais. "Eu estava com 70 kg. Hoje, estou com 64", conta ela ao Notícias da TV. O que poucos sabem é que o ganho de peso da musa foi um efeito colateral de medicamentos.

"Fiquei muito doente, porque minha imunidade é ruim. Fiz cirurgia para retirar as amígdalas e corrigi o desvio de septo. Tomei muitos remédios. Teve uma época em que fiquei bem inchada", conta.

"Comentavam nas minhas fotos [no Instagram]. Diziam: 'Nossa, o que você fez no rosto?', 'engordou?' e 'está com a cara inchada'", relata. "Eu sabia o porquê [do ganho de peso]. Eu sabia que em algum momento isso passaria. Quem fica doente e toma corticoide sabe que fica muito inchado mesmo", analisa.

Ela conta que não se ofendeu com todos os comentários, mas admite que alguns mais diretos a tiraram do sério. "Às vezes, é maldade. Acho ruim quando é invasivo e quando mandam direct [mensagem direta]. Aí, é a pessoa falando comigo: 'Nossa, o que você fez na cara?' ou 'sua cara está redonda'", desabafa.

Passada a fase de tratamento, a madrinha de bateria focou no Carnaval. "Estou treinando com frequência. Obviamente, em dias de ensaio não treino porque senão fica extenso. Sou uma pessoa que fica doente fácil", lembra. "Estou fazendo dieta, mas não passo vontade. Às vezes, tenho vontade de hambúrguer e açaí", diz.

Dani Bolina: corpo trincadíssimo após treino e dieta 

Para o desfile da Unidos de Vila Maria, Dani prepara uma fantasia confortável, que a deixe sambar sem o perigo de nada aparecer. "Não saio muito da minha linha de vir mais recatada. Acho lindo as mulheres que saem peladas, que têm o corpo maravilhoso e que nada sacode. Mas gosto de vir mais coberta", adianta.

Há oito anos na Vila Maria, a ex-panicat sempre arcou com os custos de sua fantasia. Em anos anteriores, chegou a gastar R$ 18 mil em um figurino. "Fiquei o ano inteiro pagando", lembra.

Neste ano, ela já avisa que a situação mudou. "Está difícil para todo mundo", ressalta. "Muita coisa se reutiliza. Eu pechincho. [Para 2020] Está menos da metade desse valor", finaliza.

A Unidos de Vila Maria desfila em 22 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, com o enredo China: O Sonho de um Povo Embala o Samba e Faz a Vila Sonhar, em uma homenagem ao povo chinês.

Veja Dani Bolina no ensaio técnico da Unidos de Vila Maria: 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?