Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

WEINTRAUB INCOMODADO

Felipe Neto é processado após dizer que ministro de Bolsonaro não sabe escrever

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Montagem de fotos com o youtuber Felipe Neto e o ministro Abraham Weintraub

Felipe Neto fez uma provocação ao ministro Abraham Weintraub, que entrou com ação por danos morais

REDAÇÃO

Publicado em 23/5/2020 - 13h11

Ministro da Educação, Abraham Weintraub entrou com uma ação por danos morais contra Felipe Neto na 36ª Vara Cível do Rio de Janeiro. O youtuber publicou recentemente no Twitter que o integrante do governo Jair Bolsonaro não sabia escrever e que era um "imbecil". No processo, o político pede uma indenização de pelo menos R$ 5 mil, a retirada dos posts que o mencionam e direito de resposta.

Com uma nova provocação a Weintraub na rede social neste sábado (23), o influenciador digital confirmou que é alvo da ação. A informação da dispusta judicial foi antecipada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

"Ora bolas, Abraham Weintraub. Você, como ministro da Educação, cansou de dizer que a esquerda 'é do mimimi' e 'aceita a crítica, floquinho de neve'... Mas aí entra com processo pedindo 5 mil reais e direito de resposta porque eu falei que você não sabe escrever? Poxa, floquinho de neve...", disse o influenciador digital.

Neto também colocou um trecho da ação na rede social. "Acabei de descobrir que o Weintraub me processou, pedindo indenização e direito de resposta por eu tê-lo chamado de imbecil e ter dito que ele não sabe escrever [risos]. O homem que diz que os vagabundos do STF [Superior Tribunal Federal] têm que ser presos, me processou e colocou isso aqui", escreveu o youtuber, que publicou um print.

Na petição, a defesa do ministro argumenta que Felipe Neto "extrapolou o direito à crítica. Pergunta-se, qual a necessidade de chamar o autor [Weintraub] de imbecil? Dizer que o autor não sabe escrever?", questionam os advogados.

Abraham Weintraub já cometeu algumas gafes no Twitter, como usar a palavra "acepipes" (aperitivos) em vez de "asseclas" (adeptos) ou confundir o escritor Franz Kafka, um dos mais influentes escritores do século 20, com "kafta", uma receita de carne. Ele também já escreveu paralisação com "z" e impressionante com "c".

Veja abaixo os posts:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?