Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PRECONCEITO

Ex-BBB Ariadna revela injustiça por cachê baixo em ensaio da Playboy

Reprodução/Instagram

Ex-BBB Ariadna em foto sensual, saindo de piscina, cobrindo os seios

Segunda transexual da Playboy, ex-BBB Ariadna revelou preconceito por parte da revista em 2011

REDAÇÃO

Publicado em 25/8/2020 - 8h13

Ariadna Arantes, segunda transexual a sair na capa da Playboy, revelou que sofreu injustiça pela revista ao receber um cachê baixo pelo ensaio nu. Logo que deixou a 11ª edição do BBB, em 2011, a ex-participante assinou contrato com a publicação, mas teve um retorno financeiro de apenas 10% do que acreditava que ganharia.

"Eu era mal assessorada na época. O contrato voltou mais de cinco vezes para minha mão. O bem material não veio. Sonhava comprar um apartamento, mas o cachê não deu para nada", contou em uma live do Clube da Vip.

A modelo, que já comprou uma briga com Theo Becker na internet, também ressaltou que sofreu preconceito da revista com relação aos direitos que teria após posar para o ensaio. "Não tive festa no lançamento da revista, como todas tinham, nem pôster meu na banca", lamentou.

Ariadna também disse que seu ensaio não foi o publicado tradicionalmente, e sim, uma publicação especial. "Eles tinham receio de me botar na capa porque não sabiam como seria o acolhimento do assinante. Então preferiram uma edição à parte. Compraria quem quisesse", explicou ela, frisando que a Playboy foi contra a vontade do público.

"Isso mesmo depois que uma enquete, promovida pela publicação, ter dado 75% de aprovação para um ensaio comigo. Não foi um sonho para mim quanto foi para outras meninas que posaram", desabafou.

Vale lembrar que esta não foi a primeira vez que a revista adotou a postura com ensaio de transexuais. Nos anos 1980, Roberta Close também posou para a publicação, mas saiu em uma edição especial.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?