Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ASSISTA

Em vídeo do Porta dos Fundos, Juliette é 'torturada' com Nego Di e Felipe Prior

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Juliette Freire amarrada em uma cadeira em vídeo do Porta dos Fundos sobre policiais milicianos

Juliette Freire em vídeo do Porta dos Fundos; ela 'enfrentou' policiais corruptos na esquete

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/11/2021 - 15h31

Reconhecida como uma das celebridades mais requisitadas do mercado publicitário brasileiro, Juliette Freire participou de um vídeo divulgado pelo Porta dos Fundos nesta quinta-feira (3) e fez piada com a fama de influenciadora. Na esquete, dois policiais milicianos sequestram a campeã do BBB21 para que ela faça propaganda de serviços ilegais vendidos para uma comunidade.

Como a paraibana se recusa a atender a ordem, a dupla a ameaça com "torturas" que envolvem ex-BBBs polêmicos, como Nego Di e Felipe Prior. "Meu filho, eu já passei muita coisa nessa vida. Trabalho desde criança, já estudei para concurso público e sou uma mulher forte e batalhadora. Não vão ser dois corruptos que vão me dobrar", discursa Juliette no vídeo.

Na sequência, o policial Peçanha, interpretado por Antonio Tabet, decreta o "castigo" ela sofreria. O miliciano olha para o seu parceiro, Mesquita (Pedro Benevides), e dá uma ordem: "Pega um DVD com o show do Nego Di, o canal do YouTube do Prior, os melhores momento do 'Ardiles' [Adrilles Jorge] na Jovem Pan e um compilado da Lumena falou em jornada".

Na cena seguinte, Juliette já aparece fazendo o que a dupla de policiais havia mandado e canta um jingle para venda de gás aos moradores da comunidade controlada pela milícia fictícia do Porta dos Fundos. "Compre o kit gás, faça igual a Juliette, senão pagar o arrego eu corto o 'gato net'", diz a letra da música.

Após os créditos, a campeã do BBB21 ainda é colocada em propagandas de jogo do bicho, mecânica e loja de venda de peças de carro. Assista abaixo:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.