Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

QUER FAZER SHOW

Claudia Leitte lamenta suspensão do Carnaval de Salvador: 'Saudade do público'

DIVULGAÇÃO

Claudia Leitte em ensaio fotográfico para divulgar Sol a Sol, novo EP

Claudia Leitte em ensaio fotográfico para divulgar Sol a Sol; cantora sente falta dos palcos

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 13/12/2020 - 7h05

O Carnaval de 2021 de Claudia Leitte já estava idealizado. Os abadás, inclusive, estavam à venda em Salvador, na Bahia. Mas a pandemia cancelou tudo. Nos últimos meses, a cantora de 40 anos se dedicou ao EP Sol a Sol, lançado na quinta-feira (10). Agora, ela não vê a hora de cantar seus novos hits ao vivo.

Do atual momento ela lamenta estar sem seus shows, seu trio e, o principal, do calor humano. "Sinto saudade do meu público, dos meus músicos, da minha equipe, da técnica, de todo mundo", diz, emocionada.

Sol a Sol foi feito à distância e traz cinco músicas que são a aposta da cantora para levar folia ao isolamento das pessoas. Sem a farra anual, ela quer que seu público se anime com Desembaça, Mulherão, Afrontosa, Rodou (com Wesley Safadão) e Desembaça (Vete de Mi Vida) --esta última em espanhol.

"Tivemos que criar um disco altamente dançante e fervoroso de axé sem ir para o Carnaval, que é onde a música acontece. É o lugar que nos inspiramos e nos realizamos. É um álbum de axé para dançar e se divertir. Tem um cheiro ali, uma temperatura. É um momento especial porque as pessoas não vão para um Carnaval. Espero levar alegria para a casa das pessoas", considera.

"Sempre gostei de servir alegria e música. Tínhamos algumas expectativas de fazer shows. Mas nada está nas nossas mãos. Nunca fiquei tanto tempo da minha vida longe dos palcos. Eu quero muito fazer um show. Falo isso todo dia: 'Me ajuda, Deus, a segurar a onda'. Sou louca pelo ao vivo. Subo no trio e no palco e só saio dali ao ver todo mundo banhado no suor, na alegria. Gosto de ver gente feliz e pulando. É minha missão de vida", continua.

No final de novembro, a Prefeitura de Salvador anunciou que o tradicional Carnaval não acontecerá em fevereiro de 2021 por causa da Covid-19. Uma nova data dependerá da "ampla disponibilização da vacina".

"Eu estava com meu Carnaval de 2021 pronto há dois anos. A gente já tinha começado a vender abadás porque nós nos planejamos e colocamos em prática. E tudo mudou", lamenta Claudia. Isolada, ela passou a quarentena em Miami, nos Estados Unidos, e passou a trabalhar em novas canções. Sol a Sol surgiu apesar de a artista estar longe de seu principal estímulo: o público.

"Eu não conseguia mais colher informações para compor, para criar com a minha equipe e junto com a minha banda na estrada. Eu não estava vendo pessoas, que são a minha fonte de inspiração. Sou uma cantora de axé, entretenimento, festa e alegria", desabafa.

"Aconteceu que Sol a Sol nasceu dentro do meu estúdio. Eu, que sou artista de palco, voltei para a minha infância. Quando eu era pequena, eu imaginava plateias e multidões. Imaginava que cantava para um público que não existia. Voltei para esse lugar onde tudo começou: minha imaginação", explica.

Seguindo protocolos de segurança para evitar o contágio e a propagação do vírus, Claudia se viu diante da missão de gravar o clipe de Rodou virtualmente. Ela e Wesley Safadão, seu parceiro no hit, não se encontraram. Tudo foi feito à distância, com uso da tecnologia 4D.

"Eu mesma fiz meu cabelo e maquiagem. Só tinha uma pessoa no set comigo. Não tinha ninguém. Só tinha eu e minha estilista. Fizemos tudo em três horas. Eu curti o processo. Mas confesso que sinto falta de ter uma galera no set, com todo mundo falando. Eu agradeço a Deus por isso [o clipe 4D], mas eu quero meu negócio normal, não o novo normal. Eu gosto de beijar e abraçar", confessa.

Disposta a levar energia positiva para o público em tempos difíceis, a jurada do novo The Voice +60, da Globo, acredita que seu atual EP tem a mensagem de que "o sol há de nascer outra vez". No entanto, ela quer mesmo é voltar para a estrada.

"Nós nos planejamos, obviamente, na expectativa de voltar a fazer os shows, porque sou uma cantora de ao vivo. Eu me amarro nas minhas apresentações. É lá que colho as informações de que preciso para compor e fazer os arranjos que colocamos ali em cima [das músicas]", reitera.

"Espero que a pandemia passe logo para eu fazer meu show. Faço desse momento o que posso fazer e como sempre fiz: com todo empenho e amor. Mas na expectativa de subir no palco. Em nome de Jesus. A expectativa de sair em turnê é grande", finaliza.

Ouça as faixas de Sol a Sol:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?