Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECADO PARA ITIÉ

Antonia Fontenelle sai em defesa de Marcos Paulo: 'Ele era assediado'

LEO FRANCO/AGNEWS

Marcos Paulo e Antonia Fontenelle no aniversário de 38 anos da atriz, em 2011;

Marcos Paulo e Antonia Fontenelle no aniversário de 38 anos da atriz, em 2011; recado para Giselle Itié

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/12/2020 - 17h30

Antonia Fontenelle saiu em defesa de Marcos Paulo (1951-2012) após o nome dele ser relacionado em uma declaração de Giselle Itié sobre assédio sexual. A atriz revelou que foi abusada e amordaçada por um diretor quando tinha 23 anos. Ela não citou nomes, mas a youtuber se manifestou pois seu marido trabalhou com a artista em Começar de Novo (2004), na Globo.

A apresentadora declarou que eram as famosas se insinuavam para seu marido em busca de oportunidades na emissora. "Ele, sim, era assediado", frisou.

Em uma publicação em seu Instagram na sexta-feira (4), Giselle tratou sobre a reportagem da revista Piauí, que investigou as acusações de assédio contra Marcius Melhem. Em texto de apoio para Dani Calabresa, ela fez uma revelação pessoal sobre sua passagem pela Globo. "

23 anos de idade. Minha primeira protagonista. Fui severamente assediada e amordaçada pelo diretor da novela. Até hoje sinto a dor de uma vítima silenciada", escreveu.

Quando tinha 23 anos, Giselle estrelou a novela Começar de Novo (2004), em que interpretou Júlia Magnani, uma jovem atriz que se envolve com o personagem Andrei, interpretado por Marcos Paulo (1951-2012).

De acordo com o site Memória Globo, a trama teve direção de Marcelo Travesso, Gustavo Fernandes, Edson Spinello e Paulo Silvestrini. Na direção-geral estavam Luís Henrique Rios e Carlos Araújo. A direção de núcleo era de Marcos Paulo.

Ao Notícias da TV, Giselle não confirmou se os fatos aconteceram em Começar de Novo e afirmou que não dará declarações sobre o tema. "Realmente, não vou falar sobre o assunto. Em nenhum veículo. Obrigada pelo acolhimento. Muita coisa pra mexer nesse baú. Não vou falar mesmo. Senão, a próxima pergunta será: 'Qual o diretor?'. E aí, você já sabe o caminho", disse.

Marcos Paulo e Giselle Itié em cena como Andrei e Júlia em Começar de Novo (2004) 

Neste sábado (5), Antonia publicou um vídeo de resposta para a artista em seu Instagram. "Desgosto. Triste saber que existem mulheres como você, dona Giselle. Volta pro México é o melhor que você faz", iniciou. A atriz nasceu na Cidade do México, sendo radicada no Brasil desde os quatro anos.

"Queria falar de um assunto muito sério e delicado. Estou muito chateada. Espero que Deus coloque as palavras certas na minha boca, porque afinal de contas, vou me dirigir a uma outra mulher. Hoje acordei com meu WhatsApp explodindo. Um monte de amigos me mandando mensagens de matérias onde uma atriz, que já passou pela TV Globo, [está] se perfazendo de um assunto muito sério, que é o que a Dani Calabresa está passando neste exato momento", continuou.

A youtuber frisou que a humorista tentou evitar ao máximo a exposição de sua história. Para ela, o relato da ex-Record levou o público ao nome do diretor da Globo. "Hoje eu acordei com essa atriz de nome Giselle Itié, que está em todos os portais, dizendo que sofreu assédio sexual na primeira protagonista dela quando tinha 23 anos. Que sofreu assédio e foi amordaçada pelo diretor da novela Começar de Novo. Diretor esse que foi meu marido por sete anos. Ela se refere a Marcos Paulo", detalhou.

Atrizes assediavam Marcos Paulo

Antonia condenou a declaração em um momento de resposta para Dani. Para ela, a artista descredibiliza uma "causa real". "Pois eu vou fazer um breve relato aqui, dona Giselle. Vou te dizer porque sua protagonista não deu certo. Porque você não é atriz. Porque Marcos Paulo te deu um chance de fazer uma protagonista junto com o Calmon [Antonio, um dos autores da trama]. O Calmon nem queria. O Calmon pode vir aqui dizer que é mentira, que não estou nem aí. Contra fatos não há argumentos. Eu sei que é verdade", detonou.

"Você foi protagonista por insistência do Marcos Paulo, que te deu uma chance. E como você retribui isso? Acusando ele de assédio sexual, o que você sabe que não procede. Sabe porque sua protagonista não deu certo? Porque quando você não segurou, a Globo teve que adiantar a segunda parte da novela e botar a Nathalia do Vale para contracenar com o Marcos Paulo, para fazer par romântico. Porque não deu certo com você. Por quê? Porque você não é atriz", disparou. 

A apresentadora, então, narrou episódios que teria observado quando foi casada com o diretor. "Eu já vi Marcos Paulo chorando por conta de suas insinuações. O Marcos Paulo sempre trabalhou de portas abertas. Se eu falar aqui a quantidade de mulher que assediavam o Marcos para conseguir papéis. Aí vocês vão ver o que é merda no ventilador", destacou.

"Ele, sim, era assediado. Eu não estou falando por achismo, não. Estou falando por experiência própria. O Marcos era a pessoa mais boba do mundo nesse sentido. Você tem coragem de vir aqui e se perfazer para conseguir holofote de uma situação tão grave quanto a da Dani Calabresa?", questionou ela.

A influenciadora digital foi além e reprovou a afirmação da mãe de Pedro Luna. "É nojento o que você está fazendo. É nojento. É um falso testemunho que você está fazendo. Você está acusando um morto que não está aqui para se defender. É de uma covardia. O que você está fazendo é desqualificar, tumultuar uma causa tão séria, que muitas mulheres sofrem de fato, que é o assédio", esbravejou.

"Eu sei de mais coisas dessa história. Mas não vou falar por ser mulher e por te respeitar. Agora, para de ser covarde e ficar acusando uma pessoa que já morreu e não está aqui para se defender. O que você está fazendo é nojento. Você está querendo holofote, você está querendo aparecer em cima de uma causa tão séria. Tome vergonha nessa cara. Você sabe muito bem que a história não foi assim. Não é mesmo?", finalizou.

Veja vídeo de Antonia Fontenelle:


Confira declaração de Giselle Itié: 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?