Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

EX-BBB

Polícia Civil abre inquérito para investigar denúncias de estupro contra Felipe Prior

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Reprodução de imagem de Felipe Prior, participante do Big Brother Brasil 20

Felipe Prior no BBB20; Polícia Civil de São Paulo abriu inquérito para apurar denúncias de estupro

ERICK MATHEUS NERY

Publicado em 6/4/2020 - 21h18
Atualizado em 6/4/2020 - 22h28

A Polícia Civil de São Paulo instaurou inquérito para apurar as acusações de estupro e tentativa de estupro contra Felipe Prior, ex-participante do Big Brother Brasil 20, que teriam ocorrido entre os anos de 2014 e 2018. O caso será conduzido pela Delegacia da Defesa da Mulher de São Paulo. A investigação foi aberta na última sexta-feira (3).

"O caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pela 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da Capital, que ouvirá as vítimas nos próximos dias", disse a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo ao Notícias da TV. A delegada Maria Valéria Pereira Novaes de Paula Santos é a responsável pela investigação. "O caso está em andamento e as partes serão ouvidas. Tudo corre sob sigilo de Justiça, em razão da natureza dos fatos. Por enquanto, temos isso", disse ela à revista Marie Claire.

Também ao Notícias da TV, os advogados do ex-BBB reforçaram a tese de que ele não praticou os estupros dos quais é acusado.

"Felipe Prior nega todas as falsas acusações disseminadas contra ele e reafirma sua inocência. Felipe Prior jamais cometeu qualquer ato de violência sexual. A equipe jurídica do Felipe Prior está empenhada e tomará todas as medidas cabíveis para refutar todas as acusações", disse em nota enviada por e-mail.

Na última sexta, a revista Marie Claire publicou uma reportagem na qual apresenta três denúncias contra o arquiteto. Os casos teriam ocorrido em 2014, 2016 e 2018 durante eventos relacionados aos jogos universitários de Arquitetura e Urbanismo (Interfau).

No mesmo dia, o Ministério Público de São Paulo pediu a instauração de um inquérito policial contra o arquiteto para investigar o caso. "O Ministério Público de São Paulo (MPSP) requisitou instauração de inquérito policial para apuração dos fatos. O caso está sob sigilo", disse o órgão ao Notícias da TV.

Horas depois, Prior rebateu as acusações em uma sequência de vídeos publicados no Instagram e disse que "desconhece todos os fatos apresentados".

"Nunca cometi nenhuma violência sexual contra ninguém, sou inocente. O que me deixa chateado é saber que depois que eu entrei na casa as pessoas apresentaram uma denúncia pesada contra mim, os meus advogados estão tomando todas as providências", explicou o ex-brother.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos sobre o Big Brother Brasil e também revelações exclusivas de novelas!

Últimas de BBB20

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?