Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CIÊNCIA NACIONAL

Fora do BBB21, Gilberto pesquisa modelo que pode evitar mortes pelo narcotráfico

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Imagem de Gilberto Nogueira contente durante conversa com Caio Afiune e Rodolffo Matthaus no BBB21

Gilberto Nogueira no BBB21; pesquisa do brother pode evitar mortes pelo narcotráfico no país

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 16/3/2021 - 6h55

Fora do Big Brother Brasil 21, Gilberto Nogueira dedica os seus estudos na pós-graduação em Economia para compreender as relações entre a venda de drogas e a violência no país. Os resultados já encontrados pelo trabalho acadêmico apontam caminhos para que as ações governamentais sejam mais efetivas e possam evitar mortes ocasionadas pelo narcotráfico.

Vote na enquete -> Pocah, Projota e Thaís: Quem deve sair do BBB21?

"Na economia, fazemos muitos modelos para representarmos o comportamento das pessoas. Porém, os modelos que existem hoje não dão conta de explicar o comportamento das empresas do mercado de drogas", explica o professor Rafael Costa Lima, orientador de Gilberto no mestrado e doutorado em Economia na Universidade Federal de Pernambuco.

O docente faz a ressalva de que, como um dos objetivos do tráfico é o lucro, esse tipo de negócio ilegal pode ser analisado como uma empresa nos estudos de Economia: "Elas não têm acesso a créditos e ao sistema [financeiro] legal, o que impõe restrições, e frequentemente recorrem a violência como uma maneira de resolução de problemas internos e externos".

"A ideia é desenvolver um modelo que represente o comportamento de uma empresa que opera ilegalmente e que precisa ou escolhe recorrer à violência. Com isso, entender qual é a melhor forma de lidar com essa empresa. Queremos representar esse agente econômico para prever o que vai acontecer", complementa ele.

A pesquisa começou em 2017, durante o mestrado do brother, e segue no doutorado, que Gilberto cursa fora do confinamento. Entre os resultados já obtidos, o estudo mostrou que ações governamentais contra grandes traficantes alcançaram melhores resultados quando comparadas às praticadas contra pequenos vendedores de drogas.

"A repressão tende a ser mais eficaz quando é feita no grande traficante, em termos de gestão da droga movimentada e na redução da violência no mercado. Assim, um dos objetivos da nossa pesquisa é fazer recomendações  [para o governo] sobre como enfrentar essas organizações. É um trabalho preliminar que tem, como uma das preocupações, a redução da violência que surge dentro deste mercado", aponta o pesquisador.

Durante sua estadia no reality da Globo, Gilberto foi aprovado para cursar o PhD em duas instituições norte-americanas, a Universidade da Califórnia e na Universidade do Texas. "Ele pode recomeçar do zero, pretendo seguir nesta pesquisa e espero que ele também", confessa Costa Lima.

Além do andamento do estudo, o professor espera que Gilberto siga na vida acadêmica após a participação do reality. "Ele é um excelente aluno, ainda é um pesquisador em formação e tem uma capacidade de comunicação muito boa, já atuou como monitor e todo mundo gosta dele. Com a trajetória que ele tem e sendo negro, é muito importante para a academia que ele siga aqui e seja uma referência", finaliza.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários sobre BBB21


Saiba tudo sobre o BBB21 com o podcast O Brasil Tá Vendo

Ouça "#30 - O paredão falso e os novos vilões do BBB21" no Spreaker.


Últimas de BBB21

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas