Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CENÁRIO PANDÊMICO

Com reprises e explosão de streaming na pandemia, ibope da TV aberta desaba

REPRODUÇÃO/RECORD, TV GLOBO E SBT

Montagem de fotos com os apresentadores Adriane Galisteu (à esq.) na Record, Luciano Huck (centro) na Globo e Patricia Abravanel (à dir.) no SBT

Adriane Galisteu (à esq.), Luciano Huck (centro) e Patricia Abravanel (à dir.); audiência da TV em baixa

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 3/12/2021 - 6h40

Com a saturação de reprises de novelas e programas e a explosão do streaming no Brasil, a audiência da TV aberta desabou durante a pandemia da Covid-19. De acordo com dados da Kantar Ibope Media obtidos com exclusividade pelo Notícias da TV, tanto Globo quanto SBT e Record perderam público entre 2019 (pré-pandemia) e 2021, mas a emissora de Silvio Santos foi a que registrou a maior fuga de telespectadores.

A reportagem comparou os dados de 1º de janeiro a 29 de novembro de 2019, 2020 e 2021 --cenários pré, durante e quase pós-pandemia, respectivamente. Todas as emissoras tiveram que colocar reprises no ar devido à recomendação das organizações de saúde de evitar aglomerações e contato físico, o que dificultou a gravação de projetos inéditos. 

Em contrapartida, o streaming cresceu muito no Brasil durante o período que obrigou boa parte da população a se isolar em casa. A Netflix, que já havia perdido o "monopólio" do conteúdo on demand estrangeiro com a chegada de Prime Video e Starzplay, acompanhou a estreia de opções como Disney+ (final de 2020) e da HBO Max no último mês de junho.

Na Grande São Paulo, a Globo havia fechado 2019 com 15,6 pontos de média-dia (das 7h à 0h). No ano seguinte, no auge da crise sanitária, o índice chegou a crescer para 15,8. Entretanto, em 2021, a líder de audiência terminou com 14,4 pontos no período, o que representa uma queda de 7,7% no comparativo com 2019.

Para a Globo, o resultado não chega a ser tão preocupante, já que o Globoplay tem ajudado a reposicionar parte desse público. Com o Big Brother Brasil, a possibilidade de maratonar novelas e um catálogo de filmes e séries interessantes, o serviço de streaming da emissora bateu vários recordes de audiência, assinaturas e consumo. 

Com Gênesis (2021), a Record estreou uma novela inédita antes da Globo. Ainda assim, também sofreu em termos de ibope. Há dois anos, a emissora de Edir Macedo havia registrado 6,9 pontos de média (janeiro a novembro). Em 2020, o número caiu para 6,2. Neste ano, houve um aumento de 0,1 ponto, com 6,3 --a queda, porém, foi de 8,7% em relação a 2019.

Já o SBT parou no tempo e não se reinventou durante a pandemia, com reprises de folhetins infantis e programas de auditório, além de aumentar um a faixa de novelas mexicanas.

Em 2019, a TV de Silvio Santos havia fechado com 7,1 pontos de média (janeiro-novembro). Em 2020, este número caíra para 5,9; agora, a emissora cravou 5 pontos na Grande São Paulo. Ou seja: em dois anos, o SBT perdeu 30,6% de seu público.

Se for considerada a média 24h, das 6h às 5h59, os números são bem parecidos: Globo perdeu 7,8%; Record, 9,5%; e SBT, 31,8%. 

No PNT (Painel Nacional de Televisão), que mede a audiência nas 15 principais regiões metropolitanas, a Record perdeu um pouco mais de audiência. Na média 7h-0h, a queda da Globo foi de 8,9%; da emissora de Edir Macedo, 12%; e da terceira colocada, 31,3%.

Confira a tabela de audiências de Globo, Record e SBT na Grande São Paulo (média-dia das 7h à 0h): 

Ano (período de 1º/1 a 29/11)201920202021Queda em %
Globo15,615,814,47,7%
Record 6,96,26,38,7%
SBT6,35,14,331,8%

Confira a tabela de audiências de Globo, Record e SBT na Grande São Paulo (média 24 horas das 6h às 5h59): 

Ano (período de 1º/1 a 29/11)201920202021Queda em %
Globo12,913,011,97,8%
Record 5,34,84,89,5%
SBT6,35,14,431,8

Confira a tabela de audiências de Globo, Record e SBT no PNT (média-dia das 7h à 0h): 

Ano (período de 1º/1 a 29/11)201920202021Queda em %
Globo15,815,414,48,9%
Record 6,75,85,912%
SBT6,45,24,431,3%


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.