Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PESADELO DERRADEIRO

Aborto e trauma silenciados: Especialistas avaliam sinais dados em Poliana Moça

REPRODUÇÃO/SBT

Thaís Melchior tem a expressão perturbada; a atriz, que acabou de levantar de uma cama, está com uma maquiagem leve com cabelos soltos

Luísa (Thaís Melchior) chegou a tremer com "pesadelo horrível"; sonho escancara traumas

SABRINA CASTRO

sabrina@noticiasdatv.com

Publicado em 28/6/2022 - 6h15

Luísa (Thaís Melchior) encobriu os próprios sentimentos para acalentar os familiares em Poliana Moça. De um lado, ela tenta "salvar" a relação de Poliana (Sophia Valverde) e Otto (Dalton Vigh), de outro, quer dar um filho a Marcelo (Murilo Cezar) quase que a qualquer custo. Mas esse silenciamento custou caro. Os medos da mulher vieram à tona em um pesadelo aterrorizante na última sexta (24), quando ela viu o marido se perder em alto mar.

Especialistas entrevistados pelo Notícias da TV veem relação entre traumas da personagem e o sonho, porque ela pode não ter lidado com o próprio luto da maneira apropriada. Pouquíssimo tempo depois de sofrer um aborto, a tia da protagonista estava envolvida em um tratamento de fertilização in vitro --quase como se estivesse tentando aplacar a perda de um filho com outra gravidez.

Ela até fingiu que estava tudo bem, mas seu inconsciente não lhe deu paz. Esse "setor" da mente é o que guarda sentimentos, percepções e memórias de forma desordenada, e essa bagunça às vezes se transforma em sonho.

Mas, diferentemente do que prega o senso comum, não há nada de premonitório nisso: sonhos simplesmente são manifestações dos sentimentos. Daí a importância de analisar os devaneios do sono na psicoterapia, como explica Yuri Busin, psicólogo e doutor em Neurociência do Comportamento.

"É natural que, em situações mais delicadas, a gente comece a sonhar mais com aquilo. A Luísa usa o marido de apoio emocional e tem medo de perdê-lo. A personagem já perdeu um filho, então, ela acaba projetando no marido aquele sentimento de 'puxa vida, será que vou perder ele também?'", analisa.

Luísa (Thaís Melchior) berra de pavor durante pesadelo em Poliana Moça

Luísa berra de pavor em Poliana Moça

De fato, a tia de Poliana pouco menciona o aborto que sofreu na novela, mas a memória certamente permanece em seu inconsciente. É uma perda trágica, que destruiu expectativas e trouxe uma carga de sentimentos negativos.

O psicólogo destaca a capacidade que os seres humanos têm de rumar memórias traumáticas. Os sonhos, nesse sentido, são uma forma de reviver tantos boas memórias, quanto ruins.

"O aborto deve ser olhado com muito carinho. Muitas vezes, é preciso fazer psicoterapia após passar um trauma como esse. É delicado, porque a pessoa pode ter culpa, tristeza profunda e não entender o que aconteceu. Muitas vezes, as mulheres passam por uma autocobrança excessiva ou até a cobrança de outras pessoas, como o marido", afirma Busin.

Marcelo não pressiona a mulher, mas Luísa sabe que ele deseja muito ser pai. Cada teste de gravidez com o resultado negativo é uma decepção. Eles decidiram viajar justamente após mais um trauma. Crente de que a mulher estava grávida, o professor comprou um colar especial para ela. Quando se deparou com o acessório, a personagem caiu em lágrimas.

Pesadelos tão caóticos, no entanto, não se repetirão na trama. "Foi um episódio isolado mesmo. É natural que ela se encontre mais vulnerável, mas, apesar dos temores, a Luísa tem consciência que todo esse processo em prol do sonho de ser mãe, leva um tempo e que precisa ter calma e paciência", conta Thaís Melchior, em entrevista ao Notícias da TV.

Medos submersos

Segundo a atriz, o inconsciente da tia de Poliana não deve voltar a ser abordado da novela. Mas bem que poderia. Luiz Scocca, psiquiatra pelo Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo), diz que, se fosse na vida real a saúde mental da personagem não estaria lá aquelas coisas. 

"Ela praticamente entrou em um transtorno de estresse pós-traumático ao perder o bebê. Isso é esperado pelo fato de se tratar de algo tão traumático, tão prejudicial ao humor e à saúde mental da pessoa. A Luísa passou a ter um quadro depressivo reativo e, portanto, os sonhos entram nessa sintonia. Com o aborto, ela também confrontou a morte de perto. Isso ativa o sistema límbico, a parte do cérebro que gera medo", explica o psiquiatra.

Luísa (Thaís Melchior) supera medo de mergulhar em Poliana Moça

Luísa tentou super medo de mergulhar

A ansiedade e o estresse podem aflorar ainda mais medos no individuo --alguns deles, sem motivo aparente. "Tudo aquilo que é desconhecido para o ser humano acaba gerando medo. O mar [como no sonho de Luísa], por si só, com sua grandeza e seus mistérios, remete a um lugar profundamente ameaçador ao ser humano. Sonhar que perdeu o marido no mar mostra como nossos medos afetam nosso imaginário", afirma

Poliana Moça é exibida de segunda a sexta-feira, às 20h30, no SBT. A novela dá continuidade à saga de Poliana, menina que usa o Jogo do Contente para enxergar o lado bom da vida. A infância da personagem foi abordada no folhetim As Aventuras de Poliana, que a emissora colocou no ar em 2018.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.