Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NO GNT

Um ano após sua morte, Fernanda Young ganha homenagem em documentário

Divulgação

A atriz e roteirista Fernanda Young posa para foto

A atriz e roteirista Fernanda Young; GNT vai coproduzir documentário sobre a vida da artista

REDAÇÃO

Publicado em 8/8/2020 - 10h44

O canal pago GNT vai coproduzir um documentário sobre a atriz, escritora e roteirista Fernanda Young (1970-2019), que morreu em agosto do ano passado, aos 49 anos. A produção será chamada de Tudo Que Você Não Soube Sobre Fernanda Young. Para homenagear e contar a história de vida dela, Alexandre Machado, viúvo e parceiro de Fernanda em diversos projetos, está reunindo materiais de arquivo.

Segundo a colunista Patricia Kogut, Susanna Lira será responsável pela direção. Alexandre Machado e Eugênia Ribas, antiga editora da roteirista, trabalham na pré-produção do projeto. A ideia é que o formato vá além de entrevistas e seja composto também por cenas de ficção e imagens abstratas. O documentário tem previsão de estreia para 2021.

O título escolhido faz alusão ao livro Tudo Que Você Não Soube (2007), romance autobiográfico escrito por Fernanda. Na televisão, ela ficou conhecida por criar, junto ao marido, séries como Os Normais (2001-2003), Os Aspones (2004), Minha Nada Mole Vida (2006) e Vade Retro (2017).

O último trabalho de Fernanda para a Globo foi Shippados (2019), série protagonizada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch para o Globoplay. Uma segunda temporada da atração já está escrita, pronta para começar a ser produzida.

Fernanda Young morreu em 25 de agosto de 2019, aos 49 anos. Ela teve uma crise de asma no sítio de sua família em Gonçalves, Minas Gerais, e não resistiu a uma parada respiratória seguida de uma parada cardíaca.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?