MUITA ZOEIRA

Em Shippados, Tatá Werneck e Edu Sterblitch formam casal mais estranho da TV

Reprodução/Globoplay

Eduardo Sterblitch e Tatá Werneck formam casal improvavelmente fofo em Shippados, do Globoplay - Reprodução/Globoplay

Eduardo Sterblitch e Tatá Werneck formam casal improvavelmente fofo em Shippados, do Globoplay

FERNANDA LOPES - Publicado em 18/06/2019, às 04h49

A Globo exibirá nesta terça (18) o primeiro episódio de Shippados, comédia protagonizada por Eduardo Sterblitch e Tatá Werneck. Em ótima forma, os dois têm poucas cenas quentes e muitas de conversas bizarras, paranoias, brigas de família e maluquices em geral. Ao contarem a história de amor entre Enzo e Rita, formam o casal mais estranho da TV.

Com texto de Fernanda Young e Alexandre Machado (de Os Normais e Vade Retro), a série do Globoplay é marcada por bons diálogos e piadas sobre o cotidiano. Logo nas primeiras cenas, Enzo e Rita ainda não se conhecem e vão a encontros com outras pessoas que buscam parceiros em aplicativos de relacionamentos.

O problema é que eles falam tantas baboseiras e revelam detalhes tão íntimos e bizarros sobre si mesmos que espantam seus pretendentes. Abandonados, os dois começam a bater papo num bar e se interessam um pelo outro enquanto reclamam da vida e das dificuldades de encontrar um par perfeito.

O telespectador é levado a acreditar que eles combinam porque são estranhos demais para se darem bem com outras pessoas. Há muitas cenas de Enzo e Rita no metrô do Rio de Janeiro, mas nenhuma é "normal".

Por exemplo, ele dança na plataforma, se contorcendo, após conhecê-la, e ela finge ter uma convulsão no chão do trem só para mostrar que ninguém se importa. Os dois também têm ataques de riso ao compararem um passageiro com o Louro José.

As piadas e peculiaridades do casal #Rizo são o que garantem as risadas, mas no fundo a série é muito mais uma comédia romântica do que escrachada. Cada episódio exibe fases de um relacionamento, desde o início fofo às piores brigas. Mostra que o amor pode existir até com os pares menos óbvios.

reprodução/globoplay

Luis Lobianco fica nu em todos os episódios de Shippados para intepretar o naturista Waldir


Nudez natural

Os personagens coadjuvantes de Shippados são tão estranhos quanto Enzo e Rita, ou até mais. Chama muita atenção o casal Brita (Clarice Falcão) e Waldir (Luis Lobianco). Os dois são adeptos do naturismo e estão pelados em quase todas as suas cenas. Nenhuma delas é de sexo, mas sim momentos comuns, como ver TV ou fazer uma receita em casa. Para eles, a roupa bloqueia a sintonia do relacionamento.

Também há Suzete (Júlia Rabello) e Hélio (Rafael Queiroga), que representam um casal mais padrão, porém atrapalhado. Ela diverte ao falar sobre sexo ou fazer piadas de duplo sentido o tempo todo, e os dois chocam um grupo de crianças ao serem flagrados transando no mar.

Shippados tem ainda uma cota de drama. A personagem de Tatá Werneck tem o objetivo de encontrar seu pai, mas para isso precisa enfrentar seu maior obstáculo: a própria mãe. Dolores (Yara de Novaes) é descrita pela filha como uma psicopata e tenta sabotar todas as suas tentativas de descobrir a verdade sobre seu passado. A série termina com uma deixa de como essa trama pode se desenrolar em uma possível segunda temporada.

Shippados, disponível no Globoplay desde o último dia 7, irá ao ar pela primeira vez na Globo às 23h49, após a transmissão de Brasil x Venezuela, pela Copa América.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é o casal mais quente de A Dona do Pedaço?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook