Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NÃO TÁ FÁCIL

Sem presença VIP, Nicole Bahls depende de redes sociais para sobreviver

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A modelo Nicole Bahls sorri em foto publicada no Instagram

Nicole Bahls em foto publicada no Instagram: modelo usa as redes sociais para continuar lucrando

REDAÇÃO

Publicado em 8/8/2020 - 9h15

Nicole Bahls teve de se reinventar para continuar ganhando dinheiro durante a pandemia de Covid-19. Sem fazer presença VIP em eventos, a ex-panicat tem dependido das redes sociais para pagar as contas. Assim como outros influenciadores, ela utiliza suas plataformas digitais como vitrine para posts patrocinados. 

"Tenho sobrevivido das redes sociais, o que ajudou muito os artistas que não têm contrato fixo. Graças à internet, estou conseguindo trabalhar e com segurança", disse a modelo, em entrevista à revista Quem. As principais marcas de que Nicole é garota-propaganda são de suplementos esportivos, alimentação e lojas de decoração.

Na noite de sexta (7), a influencer saiu para um evento pela primeira durante a pandemia. Ela esteve no Festival de Inverno Rio e falou das dificuldade da indústria de eventos em voltar à normalidade neste momento: "O setor é o último a voltar, e existem famílias que dependem disso", lembrou.

No evento carioca, que teve show do cantor e ator Thiago Martins, Bahls foi uma das 50 pessoas convidadas. A equipe de organização afirmou ter respeitado diversas medidas de higiene para que a festa pudesse acontecer.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?