Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO ALERTA NACIONAL

Sikêra Jr. xinga homossexuais de 'raça desgraçada' na TV e vira alvo de ação

REPRODUÇÃO/REDETV!

O apresentador Sikêra Jr no estúdio do programa Alerta Nacional, na RedeTV!

Apresentador do Alerta Nacional, Sikêra Jr. disse que os homossexuais querem acabar com as crianças

EDUARDO F. FILHO e GABRIEL VAQUER

eduardo@noticiasdatv.com

Publicado em 26/6/2021 - 19h01

Apresentador do Alerta Nacional, Sikêra Jr. xingou homossexuais durante editorial em seu programa na RedeTV!. Segundo o apresentador, as pessoas que integram o movimento LGBTQIA+ são uma "raça desgraçada" que quer "acabar com a sua família e com a família tradicional brasileira". Ao Notícias da TV, a Aliança Nacional LGBTQI+ confirmou neste sábado (26) que entrará na Justiça contra o jornalista por causa das declarações.

"A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar", afirmou Sikêra, em programa exibido na sexta-feira (25).

O discurso do apresentador aconteceu por conta da propaganda do Burger King, em que crianças de diferentes idades são entrevistadas e explicam que é normal ver homens e mulheres do mesmo sexo juntos. Algumas delas têm pais que são gays. Assista abaixo:

A campanha sofreu forte rejeição do público conservador e virou alvo de redes bolsonaristas. Sikêra foi uma das vozes que criticou o comercial. "Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança", continuou.

Essa não é a primeira vez que Sikêra Jr chama os homossexuais de "raça desgraçada". O apresentador de 55 anos foi absolvido em maio deste ano pela 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo. 

Sikêra se tornou alvo de processo depois de usar a foto da atriz e modelo transexual Viviany Beleboni desfilando na parada LGBT+, em 2015, como uma reprodução de Jesus Cristo. O jornalista disse que "isso" não seria "normal". A modelo ajuizou a ação contra o apresentador. 

O relator desembargador Rodolfo Pellizari absolveu o funcionário da RedeTV! e entendeu que a fala de Sikêra não tinha o intuito de difamar ou prejudicar a imagem da modelo, uma vez que a crítica dele foi dirigida para toda comunidade LGBT, de forma genérica.

"A utilização da imagem da autora, pelo apresentador, apenas serviu para ilustrar seu posicionamento pessoal acerca dos movimentos LGBTI e da orientação sexual das pessoas, estando no campo de sua plena liberdade de opinião e expressão", argumentou o desembargador.

No discurso recente, Sikêra Jr. falou que orientou toda a família a não comer mais no Burger King, pois agora ele sabia que as pessoas que consomem produtores da rede "apoiam a safadeza". E voltou a fazer acusações contra homossexuais:

Vocês não têm filhos, não procriam, não reproduzem. Eu cheguei a seguinte conclusão: vocês precisam de tratamento. Que tara é essa de pegar as crianças do Brasil? Se você quer dar esse rabo, dê, mas não leve as crianças. Isso é pedofilia e abuso infantil. Preconceito existe e isso nunca vai ser normal para um homem de bem, um homem de família.

Assista ao discurso abaixo:

Nova ação judicial

A Aliança Nacional LGBTQI+ afirmou que vai entrar em contato com todos os patrocinadores do programa Alerta Nacional, da RedeTV!, no intuito de assegurar que o telejornal não vire palco para "difamação e pânico moral". "Esse senhor é recorrente em suas mentiras, ataques e agressividades. Entraremos na Justiça. LGBTfobia é crime, sim", avisa Eliseu Neto, coordenador de Advocacy da Aliança LGBTI, em nota.

O ativista Antônio Isupério chegou a abrir representações no Ministério Público Federal e no do Estado do Amazonas contra Sikêra Jr. Ele acredita que os indícios são suficientes para que o jornalista seja preso.

Famosos também usaram suas redes sociais para protestar contra as falas do apresentador. A atriz Samantha Schmutz disse que "nojo é o que temos por você [Sikêra]". A atriz Dira Paes escreveu que estava vendo um "horror".

A apresentadora Astrid Fontenelle provocou e disse que apenas "o tempo vai dizer para esse senhor muita coisa! E bora almoçar Burger King hoje". O ator Bruno Gissoni disse que Sikêra Jr. é "um imbecil". Nomes como Marcelo Adnet, Ana Paula Renault e Rachel Sheherazade também criticaram nos comentários do post abaixo:


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?