Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DERROCADA

Sikêra Jr. perde o posto de 'terror da Globo' e vê audiência sumir na pandemia

REPRODUÇÃO/REDETV!

Sikêra Jr na RedeTV!, com um terno azul e criticando um bandido em seu programa, uma parceria entre a RedeTV! e a TV A Crítica de Manaus

Sikêra Jr: apresentador perde audiência e vai mal até no Amazonas, onde ganhava da Globo

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 27/4/2022 - 6h30

O apresentador Sikêra Jr. deixou de ser um fenômeno de audiência na TV. Se antes da pandemia os seus programas em Manaus (AM) venciam a novela das sete e até o Jornal Nacional, da Globo, agora ele pena para ganhar do SBT. Sua atração na RedeTV! também perdeu público e mal chega a 1 ponto. Seus comentários contra a vacina durante o auge da Covid-19 no país e suas falas homofóbicas ajudaram neste processo.

Segundo dados do Ibope no Amazonas obtidos com exclusividade pelo Notícias da TV, o Alerta Nacional marcou média de 3,8 pontos para a TV A Crítica entre 11 e 15 de abril --por lá, o mundo cão é exibido no horário local entre 17h e 18h30. Na mesma faixa, a Globo marcou 20,7 pontos com O Clone e Além da Ilusão. A TV Norte, afiliada do SBT, ficou com 5,7 pontos com as novelas mexicanas e o programa local Norte Notícias. 

Em fevereiro de 2020, antes da explosão do novo coronavírus, o programa de Sikêra havia alcançado 12,2 pontos de média mensal. É uma redução de 68,8% em pouco mais de dois anos. Os números prejudicaram a audiência da TV A Crítica de maneira geral.

Se antes ela ocupava a segunda colocação e chegava a ser líder em alguns horários, hoje a TV local tem tido dificuldades para alcançar 5 pontos na média-dia e perde para o SBT das 7h à meia-noite. Sikêra também deixou o posto de programa mais visto na TV A Crítica e viu outras atrações atingirem melhores índices.  

Sikêra Jr. também precisa lidar com a ascensão de outro apresentador local: Clayton Pascarelli, que passou por Globo, Record e pela própria TV A Crítica. Há duas semanas, o Norte Notícias, que Pascarelli apresenta no SBT local entre 18h15 e 18h45, vence Sikêra Jr. --com médias de até 6,3 pontos contra 3,2. 

Com o Alerta Amazonas, dedicado somente ao público de Manaus, Sikêra Jr. consegue reagir --mas segue aquém do que já foi um dia. Sua média entre 18h30 e 20h foi de 6,7 pontos entre 11 e 15 de abril. No mesmo horário, a Globo teve 20,7, o SBT ficou com 4,3 pontos, e a Record marcou 3,9. Em fevereiro de 2020, o Alerta Amazonas alcançava 16,5 pontos em Manaus --ou seja, ele perdeu 59,4% de seu público em dois anos.

Curiosamente, naquele mês, Sikêra Jr. chegou a ganhar do Jornal Nacional --o telejornal da Globo é exibido mais cedo para o Amazonas por causa do fuso horário diferente do de Brasília. 

Queda na RedeTV!

Querido pelo presidente Jair Bolsonaro e fenômeno nas redes sociais, Sikêra Jr. foi contratado pela RedeTV! em fevereiro de 2020. Em seu primeiro mês no ar, sua média foi de 1,5 ponto em São Paulo. O índice parece baixo, mas não era registrado pela emissora no horário desde 2011. Ainda elevou a faixa do fim de tarde a ponto de ajudar o horário nobre da TV de Amilcare Dallevo. 

Porém, entre os últimos dias 11 e 15, Sikêra obteve apenas 0,8 ponto na capital paulista. É uma perda de 46,7% no período. Se um dia já foi o programa mais visto nacionalmente da RedeTV!, o Alerta Nacional hoje é só o terceiro no ranking da programação no PNT (Painel Nacional de Televisão). O policialesco está atrás do A Tarde É Sua e da criticada nova versão do Encrenca. 

Sikêra Jr. tem um contrato extenso com a RedeTV!, válido até 2027 --um dos mais longos da televisão brasileira, conforme publicado pelo Notícias da TV em 9 de julho de 2021 com exclusividade. Sikêra ganha R$ 500 mil por mês --ou seja, R$ 6 milhões por ano.

A RedeTV! só gasta com cachês de ações realizadas por Sikêra Jr. (15% do valor arrecadado com publicidade) e banca a operação técnica de transmissão e repórteres que atuem fora da área de concessão da TV A Crítica --no caso, fora do Amazonas.

Nos lucros com publicidade, o contrato determina que a RedeTV! fique com 65% do valor. Outros 25% ficam com A Crítica. E os 10% restantes são repassados para a MCZ PLY, de Sikêra Jr.

É a empresa dele, inclusive, que arca com os custos de ações judiciais que o Alerta Nacional sofre, conforme estabelecido no vínculo. Sikêra já foi condenado a indenizar algumas figuras públicas, como Xuxa Meneghel. 


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.