Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MESTRES DA SABOTAGEM

Sem espaço na Record, Sergio Marone grava 12 horas por dia no SBT sem reclamar

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Sergio Marone em dia de gravação de Mestres de Sabotagem, no SBT, em abril

Sergio Marone em dia de gravação de Mestres de Sabotagem, no SBT; reality de culinária na TV

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 13/4/2021 - 7h00

A todo vapor. É assim que Sergio Marone, 40 anos, tem trabalhado em sua nova casa, o SBT, desde o início de abril. Após ficar sem espaço na Record e, consequentemente, passar três anos fora do ar, o galã é a nova aposta de Silvio Santos para comandar o reality Mestres da Sabotagem. "Passo 12 horas no estúdio por dia", revela ele, sem reclamar. 

A nova fase de Marone tem sido a realização de um sonho, como ele gosta de frisar. Na Record, ele deu os primeiros passos como apresentador quando comandou o Família Record em 2016 e o Hoje em Dia --ele cobriu as férias de Cesar Filho em 2017--, além de ter sido repórter no Dancing Brasil.

Da antiga casa, ele não guarda mágoas por não ter sido aproveitado em mais produções. "Sou grato por todas as oportunidades que me deram lá, inclusive, como comunicador. Aprendi muito conduzindo o Dancing Brasil ao lado da Xuxa e ao vivo. A mesma coisa quando substituí o Cesar no Hoje em Dia. O matinal e jornalístico da Record foram experiências importantes para eu me desenvolver e amadurecer como apresentador", agradece.

"Acredito que não me deram essa oportunidade lá depois de Apocalipse [2017], por, talvez, não haver espaço nem algo que fosse a minha cara. Simples assim. Não significa que algum dia não possa acontecer. Chateado? De maneira alguma. De verdade. Sou muito grato. [Eles] Me deram ótimas oportunidades lá também", diz para o Notícias da TV.

Sergio Marone no cenário de Mestres da Sabotagem, novo reality do SBT (Foto: Reprodução/Instagram)

Na Record, Marone teve como último trabalho o personagem Ricardo Montana em Apocalipse. Desde então, vinha se dedicando ao seu canal no YouTube. De olho em novas oportunidades, ele entrega que não pensou duas vezes ao ser procurado pela equipe de Silvio Santos.

"O convite partiu do SBT e do Discovery e eu aceitei na hora! Achei o formato muito legal porque tem game, cultura, culinária e humor. É um programão", enaltece.

A competição de culinária é uma versão brasileira do Cutthroat Kitchen (Cozinha Cruel, em tradução livre), que contou com 15 temporadas nos Estados Unidos, entre os anos de 2013 e 2017.

Trata-se de uma competição gastronômica em que, a cada episódio, quatro chefs disputam um prêmio de até R$ 25 mil. Para vencer, os competidores terão que agir como vilões, jogando sujo para atrapalhar o desempenho dos adversários. Os participantes poderão, por exemplo, ter que usar um ferro de passar roupas para fazer um bife ou cozinhar com as mãos acorrentadas, como sugerem os teasers divulgados pelo SBT.

A proposta da atração agradou Marone, que desde o início de abril passou a se dedicar exclusivamente ao programa. "Cheguei duas semanas antes da pré-produção para conhecer a equipe toda e acompanhar alguns processos. Foi muito interessante ver a implementação de um formato grandioso como esse de perto, conhecer todo mundo, ver os roteiros, mexer em uma coisa ou outra para deixar mais na minha embocadura", detalha.

"Foi muito legal o processo todo de troca, a maneira como me receberam, com toda a generosidade. [Conheci] Todas as equipes de produção, vi a afinação da luz, o término e a entrega do cenário. Foi muito legal mesmo", ressalta.

Acompanhar detalhes que vão da luz ao cenário e ainda gravar têm consumido boa parte da agenda do artista. "Passo 12 horas no estúdio por dia, dentro do estúdio. Acompanho todas as provas, narrando uma coisa ou outra", completa.

YouTube e cinema na mira

Agora no mundo da culinária e circulando entre chefs de cozinha e panelas, Marone ri da contradição de que fora da televisão --ou melhor, dos estúdios--, não seria um bom participante no próprio reality.

"Sou o maior sabotador na cozinha (risos). Não tenho muita paciência para cozinhar. Quando cozinho faço meio que de qualquer jeito, meio que me saboto mesmo (risos). Sei cozinhar pouquíssimas coisas como ovos, omeletes e massas. Acho que sou mais sabotador do que chef (risos)."

Sergio Marone no filme Jesus Kid: estreia como produtor de cinema (Foto: Reprodução/Instagram)

A função de apresentador não deve afastar o artista do posto de influenciador digital. Seu canal no YouTube seguirá a programação usual com dois vídeos semanais. "Claro que está bem puxado para mim. Mas vou manter a gravação de vídeos uma vez por semana, para manter essa frequência. Estamos indo bem e crescendo bastante. Então, de forma alguma vou parar de alimentar essa comunidade", comemora.

O lado ator também não será deixado de lado. Assim que a pandemia permitir, ele poderá ser visto no filme Jesus Kid, inspirado no livro homônimo de Lourenço Mutarelli. No longa, ele atua e faz sua estreia como produtor.

"É uma comédia ácida muito interessante e com algumas críticas políticas também. O filme está pronto. Estamos aguardando o momento certo de lançamento, que vai acontecer só na hora que tivermos um entendimento de como o mercado de cinema vai voltar", adianta.

Mestres da Sabotagem tem previsão de estreia para 24 de abril, um sábado, às 22h30 (horário de Brasília). A atração também será exibida na TV paga, no Discovery Home & Health.

Veja publicações de Sergio Marone sobre o SBT:


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e confira o nosso boletim diário com os principais destaques do dia


Leia também

Web Stories

+
De Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileira

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou da saída antecipada de Faustão da Globo?