Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DIREITOS DE TRANSMISSÃO

Sem acordo com a Globo, jogo do Palmeiras contra o CSA some da TV

CESAR GRECO/AG. PALMEIRAS

Jogadores do Palmeiras comemoram vitória contra o Fortaleza na primeira rodada do Campeonato Brasileiro - CESAR GRECO/AG. PALMEIRAS

Jogadores do Palmeiras comemoram vitória contra o Fortaleza na primeira rodada do Campeonato Brasileiro

VINÍCIUS ANDRADE

Publicado em 30/4/2019 - 5h08

Ainda sem entrar em acordo com o Grupo Globo para a transmissão de seus jogos, o Palmeiras não terá o confronto contra o CSA, na quarta (1º), transmitido na TV ou em plataformas online. Válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, a partida será a primeira da atual temporada do torneio que não será exibida ao vivo; vai sumir da TV, portanto.

Adversário do Palmeiras, o CSA vendeu os direitos de transmissão de seus confrontos para a Globo, que pode mostrar os jogos da equipe alagoana na TV aberta, no SporTV e no Premiere. Já o Alviverde paulista tem acordo apenas com a Turner na TV paga.

Para uma partida ser transmitida, a empresa precisa ter contrato com os dois clubes envolvidos. Como o Palmeiras ainda negocia os direitos com a Globo para a TV aberta e o pay-per-view, o confronto que acontece às 16h desta quarta só poderá ser visto por quem comparecer ao estádio Rei Pelé, em Maceió.

Na primeira rodada do Brasileirão, o Alviverde teve o seu confronto contra o Fortaleza exibido na TNT. O time cearense também tem contrato com a Turner. O Palmeiras ainda exibiu o jogo ao vivo para sócios Avanti no aplicativo TV Palmeiras Play --mas só haverá transmissão no app do clube em confrontos mostrados pelo grupo Turner. Já o CSA teve seu jogo contra o Ceará transmitido pelo Premiere.

Globo x Palmeiras

As negociações entre Globo e Palmeiras estão sendo tocadas pessoalmente por Fernando Manuel Pinto, diretor de gestão do futebol no Esporte do Grupo Globo, e Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras.

A Globo ofereceu R$ 100 milhões em luvas diluídas no contrato, entre este ano e 2024. O Palmeiras até concorda com o valor, o mesmo pago pela Turner quando assinou o vínculo para a TV paga, em 2016, mas quer suas exigências (ou pelo menos uma parte delas) atendidas.

O Palmeiras exige garantia de exibição de jogos em TV aberta no Campeonato Brasileiro. Além disso, quer uma porcentagem fixa de pay-per-view, assim como Corinthians e Flamengo têm. O Timão e o Rubro-Negro recebem 18,5% fixos do montante arrecadado. O Alviverde quer entre 15% e 16%.

Tanto o Palmeiras quanto a Globo se manifestaram sobre as negociações no sábado (27), dia que começou o Campeonato Brasileiro.

"Há diferenças financeiras e conceituais a superar. Cabe esclarecer que nosso posicionamento está embasado em critérios absolutamente técnicos, com ênfase em audiência, performance esportiva destacada e na relevância da marca Palmeiras, considerando não apenas a evolução dos últimos anos, mas sobretudo a perspectiva para os próximos", escreveu o presidente do clube, em nota publicada no site.

"Mesmo após o início da competição, as negociações serão mantidas com o Athletico-PR, com quem já temos contrato para a TV aberta, para os direitos do pay-per-view, e com o Palmeiras para a transmissão de jogos na TV aberta e no Premiere. As negociações seguem em linha com o novo modelo e respeitam a paixão do torcedor, as condições de mercado e a relevância dos clubes", afirmou a Globo.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?