Entrevista | Palmirinha Onofre

'Quase morri sozinha, mas meu boneco me salvou', diz Palmirinha

Divulgação/Fox Life

O boneco Guinho e a culinarista Palmirinha Onofre no cenário de seu programa no canal pago Fox Life - Divulgação/Fox Life

O boneco Guinho e a culinarista Palmirinha Onofre no cenário de seu programa no canal pago Fox Life

PAULO PACHECO - Publicado em 01/06/2014, às 18h02 - Atualizado em 02/06/2014, às 06h24

RESUMO: A cozinheira Palmirinha Onofre voltou a trabalhar no canal pago Fox Life após cinco meses fora da TV por uma infecção urinária que quase a levou à morte. Ela conta que foi salva pelo manipulador de Guinho, boneco de seu programa. Prestes a completar 83 anos, a culinarista conta como superou a doença, relembra a saída traumática da Gazeta e comemora sua nova fase como celebridade

Prestes a completar 83 anos no dia 29 de junho, Palmirinha Onofre está recuperada da infecção urinária que a deixou afastada da TV durante cinco meses e já grava desde o final de maio seu programa no canal pago Fox Life. A culinarista escondeu a doença da família. Foi salva por Anderson Clayton, manipulador de seu fiel boneco Guinho, que a levou ao pronto-socorro: "Se o Guinho não aparecesse, eu teria morrido sozinha no meu apartamento. Não tinha força para levantar o braço. Ele salvou minha vida".

Aliado inseparável de Palmirinha, Guinho foi um dos motivos da saída de Palmirinha da Gazeta, em 2010. Insatisfeita com o tratamento que ela, seu boneco e o programa recebiam da rede onde trabalhava havia 11 anos, a cozinheira resolveu sair por conta própria, surpreendendo a direção da emissora, ao mesmo tempo em que virou celebridade na internet com suas gafes durante os programas. Guinho está do seu lado para ajudá-la a não esquecer objetos ou ingredientes, porém a apresentadora encara com naturalidade os deslizes da memória.

Nascida em Bauru (interior de São Paulo), Palmirinha apareceu pela primeira vez na TV no programa de Silvia Poppovic, na Band, no final dos anos 1980. Ganhou fama no Note e Anote (Record), apresentado por Ana Maria Braga na década de 1990, com seu jeito fácil e didático de ensinar as pessoas a lucrar cozinhando. Após 11 anos na Gazeta, a culinarista assinou com a Fox, onde está no ar de segunda a sexta, em horário nobre, e grava a terceira temporada de seu programa, com previsão de estreia para janeiro.

Em entrevista ao Notícias da TV, Palmirinha Onofre conta como se recuperou da doença, relembra a saída turbulenta da Gazeta e comemora sua nova fase como celebridade.

Palmirinha Onofre prova figurino no camarim antes de gravar seu programa (Divulgação/Fox Life)

Notícias da TV – Como está sua saúde?

Palmirinha Onofre – Estou muito bem, muito bem mesmo, graças a Deus e minha santinha (mostra a medalha de Nossa Senhora Aparecida que carrega no pescoço). Ainda faço alguns exames que a gente precisa fazer todo ano, a cada seis meses, mas estou muito bem.

Notícias da TV – Durante quanto tempo você ficou afastada?

Palmirinha – De outubro a janeiro. Em fevereiro, Minha agenda estava cheia, lotada de gente querendo entrevistas comigo antes de eu ficar doente, propagandas e outras emissoras me chamando. Como fiquei me recuperando durante quase seis meses, achei que as empresas, os meus clientes iam desistir e procurar outra pessoa. Eu estava preocupada só com a minha saúde. Mas eles foram tão fiéis a mim que esperaram eu me recuperar para gravar. Com a Fox foi a mesma coisa. Fiquei devendo 18 programas e eles me respeitaram, me deixaram à vontade. Meu diretor falou: "Na hora que puder, ela volta". E eu não sabia nem se eu ia voltar, mas a Fox ficou me esperando. Por isso tenho um respeito muito grande por esse canal.

Notícias da TV – Você teve medo de morrer?

Palmirinha – Não tenho nem um pouquinho de medo de morrer. Se o Guinho não aparecesse, eu teria morrido sozinha no meu apartamento. Guinho salvou minha vida. Não tinha força para levantar o braço. Escondi a doença, minha filha viajou. Meu neto Rafael estava em uma reunião, me ligou e viu que minha voz não saía. Ele ligou para o Anderson [Clayton, manipulador do boneco] e pediu para ele levá-la ao pronto-socorro.

Notícias da TV – Como você encara a fama?

Palmirinha – Vejo tudo isso que acontece comigo e não acredito, sabe? Acho que é isso que me faz ficar cada vez mais forte, o carinho das pessoas. Não acredito que sou tudo isso que falam. Há mais de 25 anos estou na televisão e não acredito. Até meus netos falam: “Vovó, você é famosa. Quando falo que você é minha avó, mudam de figura”.

Notícias da TV – Você é avó de quantos netos?

Palmirinha – Tenho, pela audiência, uns 6.000 netinhos ou mais. Mas neto mesmo, tenho seis, dois homens e quatro mulheres, e três bisnetinhas. Tenho três filhas maravilhosas, que amo de paixão. A minha luta toda foi por elas. Quero me dedicar um pouquinho para minhas filhas e meus netos, porque eu tive muito pouco tempo para ficar com minhas filhas, trabalhei a vida inteira. Fui o pai e a mãe delas. Trabalhei porque queria que elas fizessem uma faculdade e tivessem um bom casamento, não igual ao meu, e consegui tudo isso.

Notícias da TV – Quando você se separou, pensou em se casar de novo?

Palmirinha – De jeito nenhum. Sofri muito no meu casamento, então acho melhor ficar sozinha. Antes só do que mal acompanhada.

Notícias da TV – Suas filhas acompanham sua recuperação?

Palmirinha – A Sandra me preparava tudo. Estou morando com ela ainda, porque ela não quer que eu vá embora para minha casa. Ela fazia toda dieta, levantava de madrugada para me dar remédio.

Palmirinha inspeciona costela assada que preparou para seu programa (Divulgação/Fox LIfe)

Notícias da TV – Você inventa muito na cozinha?

Palmirinha – Invento bastante. Quando pego uma receita, eu mudo tudo.

Notícias da TV – Quantas receitas você tem na cabeça?

Palmirinha – Não tenho conta. Guardo quase todas, e são muitas. Vou lançar um livro com mil receitas que está no forno. Tenho muitos projetos. Tenho uma assessoria de imprensa e duas agências que cuidam da marca da Palmirinha.

Notícias da TV – Como você encara as brincadeiras quando erra ou esquece algum ingrediente?

Palmirinha – Eu fico numa boa, porque eu erro mesmo (risos). Às vezes não lembro o nome e pergunto: “O que é mesmo, Guinho?”

Notícias da TV – Alguma receita já deu errado?

Palmirinha – Tenho pessoas que trabalham para mim. Se em uma receita vão três xícaras de farinha, eu dou uma olhadinha e já sei que tem mais ou menos. Eles me conhecem tão bem que, só de olharem para mim, já sabem que tem algo errado e param o programa. Hoje, eu estava batendo as claras e a batedeira é fraca. Olhei para cá, olhei para lá, um minuto depois o diretor parou. Já aconteceu quando eu trabalhava com a Ana Maria Braga, eu abri o liquidificador ligado, explodiu no talleur preto que ela vestia. A Ana deu risada e eu pensei: “Ela vai me mandar embora agora” (risos).

Notícias da TV – O cuidado com a sua imagem é recente?

Palmirinha – Não. Toda vida eu tomei muito cuidado com a minha imagem. Não fazia qualquer merchan. E fico feliz que as duas agências que cuidam do meu programa, de mim e da minha imagem. Tomam cuidado com o produto que eu vou anunciar.

Notícias da TV – Você já negou alguma propaganda?

Palmirinha – Sabe aqueles produtos que você não experimentou e a empresa não manda o produto para você experimentar? Prefiro experimentar o produto para depois fazer, porque senão você vai comprar uma coisa e não vai gostar.

Notícias da TV – Você está ganhando muito dinheiro depois da fama?

Palmirinha – Não. O pessoal acha que quando você está em alta está ganhando muito. Deu para guardar uma reservinha para minha velhice e também comprar um apartamento muito bom. Mas o que eu adoro é dar presente. Não que minhas filhas e meus netos precisem, porque graças a Deus eles estão muito bem. No lugar que eu vou, falam: “Compra isso?”, e a vovó paga.

Quando não podia, ganhava pouco, eu dava uma mixaria de mesada para eles, mas dava. O que dou com esta mão, recebo com essa. Faço aquilo com amor e carinho, no dia seguinte vem uma propaganda que tampa tudo aquilo que eu paguei (risos). Eu devia um presente de Natal e aniversário para o Guinho. Um dia, estávamos no shopping, ele falou que queria ver o preço das calças e eu falei: “Escolhe aí que a vovó paga”.

Palmirinha passa maquiagem no camarim antes da gravação de seu programa (Divulgação/Fox Life)

Notícias da TV – Como você conheceu o Guinho?

Palmirinha – Ele era funcionário da Gazeta e ganhava muito pouco mesmo. Briguei muito por um aumento e uma oportunidade para ele, porque tinha acabado de se formar em Jornalismo. Ele trabalhava com a Claudinha [Claudia Pacheco].

Anderson Clayton – A Claudia saiu e me transferiram para o programa da Palmirinha, já com o boneco. Eu criei o Huguinho, mas a Gazeta o registrou sem eu saber. Fiz um boneco novo e o nome é só Guinho.

Palmirinha – A sorte dele é que eu não o chamava de Huguinho, só de Guinho, então ele pode registrar com esse nome.

Notícias da TV – E o Guinho ajuda muito você na gravação, não é?

Palmirinha – Ajuda, porque não uso ponto eletrônico. Eu não gosto. Usei tanto tempo na Gazeta e era uma gritaria no meu ouvido que não ouço direito. Falei para o Ocimar [de Castro, diretor] que não queria ponto e o Guinho fala para mim.

E a Gazeta até hoje não me perdoa, porque eles querem mandar embora. Eles não querem que a pessoa saia, e eu saí por livre e espontânea vontade. Eles não acreditavam que eu fosse sair. Dei um mês para colocarem uma pessoa no meu lugar. A chefe, Marinês [Rodrigues, superintendente de programação da Gazeta], falou que precisava de dois meses. Dei o tempo, mas ela achou que eu estava mentindo, que não conseguiria sair. Quando venceram os dois meses, perguntei se já tinham arrumado alguém para ficar no meu lugar. Ela começou a dar risada.

Notícias da TV – A Gazeta pensou que você não tinha coragem para sair da emissora?

Palmirinha – Antigamente, não tinha coragem de sair, mas na época eu falei que ia sair, o Guinho não acreditava nem minha filha acreditou.

Notícias da TV – Por que você saiu?

Palmirinha – Porque eu era a produtora, a diretora, saía para comprar as coisas, eu era tudo. Só tinha uma produção quando o meu programa saía do ar, vinha alguém para me ajudar, aí não precisava mais. Não é como na Fox. Eu estava jogada ali. Quando comecei na Gazeta, ali era a minha vida. Não me importava com o dinheiro. Queria fazer alguma coisa para as pessoas poderem ganhar dinheiro e aprender. Mas chegou uma época que falei: “Eu vou morrer aqui uma hora”. Minha filha e o Guinho tinham me falado para eu ir embora, mas eu achei que não estava na hora. Quando falei que ia sair, ninguém acreditou.

Notícias da TV – A Gazeta tentou recontratá-la?

Palmirinha – Antes de eu assinar com a Fox, eles tentaram duas vezes. Depois, ligaram para a minha filha, perguntaram quanto eu estava ganhando, ofereceram três vezes mais e respondi que não ia por dinheiro nenhum. Não podem falar meu nome na Gazeta. A Catia [Fonseca], às vezes, é meio bocuda. Um dia ela falou de mim no Mulheres, alguém reclamou no ponto eletrônico e ela respondeu: “Agora eu já falei”. A Gazeta não libera ninguém para vir ao meu programa.

Notícias da TV – A Gazeta fechou as portas para você?

Palmirinha – Não fechou, se eu quiser eu volto, mas também não abriu. Sinto saudades do pessoal que trabalhava comigo. Tinha sete clientes e todos foram embora comigo. Foram tão bacanas que todos fecharam comigo quando saí.

LEIA TAMBÉM:

Em Família: Clara se separa de Cadu e assume Marina, mas sem beijo

Em novela de homens fracos, malandro rouba a cena e vira herói

Para reconquistar público, Record atira para todos os lados em novela

Aos 56, musa da pornochanchada estreia programa de sexo 'liberal'

Em Família, 100 > Protagonistas imorais afastam público

Cinco motivos para ver Em Família e cinco para desligar a televisão


​► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Tudo sobre

Fox Gazeta

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook