NO AR HÁ 2 MESES

Apelo por demissão e porte de armas: Declarações polêmicas de Lacombe na Band

DIVULGAÇÃO/BAND

Luís Ernesto Lacombe apresenta o Aqui na Band ao lado de Silvia Poppovic; programa estreou em maio - DIVULGAÇÃO/BAND

Luís Ernesto Lacombe apresenta o Aqui na Band ao lado de Silvia Poppovic; programa estreou em maio

REDAÇÃO - Publicado em 11/07/2019, às 05h30

Há menos de dois meses no ar, Luís Ernesto Lacombe vem dividindo opiniões nas redes sociais por conta de suas falas no programa Aqui na Band, matinal que comanda ao lado de Silvia Poppovic, na Band. Ao todo, já são três casos. O mais recente ocorreu na terça-feira (9), quando disse que a Globo deveria demitir o ator José de Abreu.

Sua justificativa veio durante o quadro de fofocas do matinal. Uma das histórias abordadas havia sido a rápida discussão do intérprete de Otávio em A Dona do Pedaço com Gloria Perez. O ator havia citado no Twitter que a autora da Globo e Guilherme de Pádua, assassino da filha da novelista, agora eram "parceiros" políticos, já que ambos se posicionam a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Antes deste caso, porém, Lacombe já havia sido criticado por defender o porte de armas. Na ocasião, ele chegou a se desentender ao vivo com a colega Silvia Poppovic. O jornalista também foi detonado por causa de seus comentários sobre a modelo Najila Trindade, considerados machista por parte da audiência do matinal.

Relembre abaixo as três polêmicas de Luís Ernesto Lacombe no Aqui na Band:

REPRODUÇÃO/BAND

Luís Ernesto Lacombe pede para que a Globo demita o ator José de Abreu por sua conduta


José de Abreu 

Ao saber das mensagens publicadas por José de Abreu sobre Gloria Perez, Lacombe prontamente disse que o ator deveria ser demitido da Globo por conta de seu comportamento, e chegou a equiparar a postura de Abreu com a de William Waack e José Mayer, ambos dispensados da emissora por suas condutas.

"José de Abreu é uma pessoa muito desorientada, não tem a menor ideia do que é democracia. Não aceita ninguém que tenha opiniões contrárias a dele", começou ele.

"Vamos lembrar o William Waack, que fez realmente um comentário infeliz, racista, que teve o contrato rescindido e foi dispensado. José Mayer foi acusado de assédio sexual e também foi dispensado. O José de Abreu pode xingar as pessoas e os colegas de trabalho, pode cuspir num casal que estava no mesmo restaurante que ele e tudo bem. Eu não consigo entender os dois pesos e duas medidas. É uma pessoa intratável que chega a esse nível. É algo doentio, absurdo."

No Twitter, o ator da Globo não deixou barato e se referiu a Lacombe com desprezo. "Vejam quem me ataca: Gentilli, Sonia Abraão [sic], Alexandre Frota, Narizinho Nunes, e agora esse demitido Lacombe, que foi tirado até do próprio programa! E o ibope dele é o quinto, perde até da Cultura! Tô de boa", ironizou o intérprete de Otávio.

REPRODUÇÃO/BAND

Ao vivo no Aqui na Band, Luís Ernesto Lacombe defendeu o porte e a posse de armas no Brasil


Porte de armas

Em 19 de junho, Lacombe e Silvia Poppovic não entraram em acordo ao falar sobre a decisão do Senado em dar um parecer favorável à suspensão do decreto de armas, feito pelo Governo Federal. Enquanto a apresentadora se mostrava satisfeita com o resultado, seu colega discordou e defendeu que os cidadãos comuns deveriam ter direito ao porte e à posse de armas.

"A gente tem o porte e a posse de armas proibida no Brasil há vários anos e a violência só cresce. Há dados que mostram que Estados americanos, em que o porte de armas é permitido, têm índice de violência inferior àqueles que não permitem. Então é uma questão de liberdade individual. Silvia não quer ter arma. Eu, talvez, também não quero ter arma, mas acho que, a partir do momento que a segurança pública para defender os cidadãos como nós gostaríamos...", disse ele.

Silvia o interrompeu no mesmo instante. A apresentadora não gostou de ver a opinião contrária do colega e o repreendeu no ar. "A criminalidade não aumentou porque as pessoas não têm armas. Ao contrário, a criminalidade aumentou apesar das pessoas. O raciocínio é outro", cortou a veterana.

"De que adianta você proibir o porte de armas se os bandidos não seguem lei alguma? Eles vão ter sempre acesso às armas", respondeu Lacombe. "Vamos prender os bandidos e cobrar a polícia", contrapôs Silvia, em uma discussão que durou mais de três minutos, ao vivo.

REPRODUÇÃO/BAND

O Aqui na Band entrevistou o pai de Neymar sobre o escândalo promovido por Najila Trindade


Caso Neymar

Na segunda semana no ar, o Aqui na Band entrevistou Neymar da Silva Santos, pai do jogador Neymar Jr., dois dias após o portal UOL divulgar em primeira mão a denúncia de estupro feita pela modelo Najila Trindade. Em 3 de junho, Lacombe foi acusado de tecer comentários machistas sobre a moça.

Na ocasião, as apurações ainda eram cruas, os vídeos da suposta agressão não haviam sido revelados, e o apresentador decidiu sair em defesa do jogador de futebol, dizendo desconfiar da versão de Najila. Sua opinião, naquele momento, era embasada única e exclusivamente pelo vídeo que Neymar divulgou no Instagram, no qual expôs imagens da modelo nua. O apresentador foi bastante criticado no Twitter.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Com quem Maria da Paz deve ficar em A Dona do Pedaço?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook