Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BAIXAS NO CASTING

Por que os protagonistas das novelas bíblicas estão deixando a Record?

DIVULGAÇÃO/RECORD

Mel Lisboa, Ângelo Paes Leme e Maytê Piragibe optaram por não renovar seus contratos com a Record - DIVULGAÇÃO/RECORD

Mel Lisboa, Ângelo Paes Leme e Maytê Piragibe optaram por não renovar seus contratos com a Record

GABRIEL PERLINE

Publicado em 3/10/2018 - 6h11

Considerada a segunda via para atores subaproveitados pela Globo, a Record já seduziu diversos profissionais da concorrente com ofertas salariais generosas. Agora, sofre uma debandada massiva em seu casting. Mesmo com ofertas de papéis de protagonismo em suas tramas e cachês substanciais, qual a razão de esses profissionais se recusarem a seguir na emissora de Edir Macedo?

O Notícias da TV conversou com diversos atores que optaram por não renovar o contrato com a Record e todos deram a mesma resposta: ficaram cansados de trabalhar somente em produções bíblicas e saíram em busca de novos desafios.

Mel Lisboa atuou em Sansão e Dalila (2011) e em Os Dez Mandamentos (2015). Rompeu com a emissora em 2015 ao perceber que não lhe seriam oferecidos outros tipos de trabalhos. Ela optou por seguir sua carreira de maneira independente e hoje atua em produções do canal Space e da Netflix.

"Se pinta um projeto que artisticamente é muito interessante fora da emissora, você não pode aceitar. Na Record, eu tive que pedir para sair de uma novela [Pecado Mortal, em 2013] para poder fazer o musical da Rita Lee. Se eu não fizesse isso, quando eu teria outra oportunidade de interpretar essa mulher? Nunca!", disse.

"As pessoas confundem estabilidade com prestígio, sucesso com trajetória. Acredito muito em trajetória, estrada, nessa independência de você trabalhar seja onde for, desde que seja com muita dignidade e amor. Voltaria a trabalhar na Record se eu me identificasse com o conteúdo", disse Maytê Piragibe, que deixou a emissora após atuar em José do Egito (2013), A Terra Prometida (2016) e Apocalipse (2017).

Embora tenham conquistado papéis de destaque, alguns atores perceberam que o protagonismo em tramas bíblicas não beneficia trabalhos paralelos, como ações comerciais. Já o vínculo com a Record dificulta a escalação para o cinema.

"São trabalhos que eu gostaria de ter aceitado e não pude por conta de um contrato que eu tenho com a Record. A maioria das produções de hoje do cinema são da Globo Filmes, e existe um veto aos atores da Record. Perdi algumas oportunidades por conta disso. Mas também não me arrependo em nada, porque tenho muito orgulho de todos os trabalhos que fiz aqui na Record", disse Fernando Pavão, que atuou em Sansão e Dalila (2011), Apocalipse (2017) e está atualmente em Jesus. Ele deixou de pertencer ao elenco fixo da emissora e agora trabalha somente por obra.

"Perdi muitas oportunidades por estar na Record. Tiveram várias vezes que me ligaram e perguntavam se eu ainda estava na Record, e me descartavam. Eu ouvi isso. A minha agente me falava isso, algumas produtoras ligavam e diziam que não dava", disse Sandro Rocha, que não renovou com a emissora após atuar em José do Egito (2013), Milagres de Jesus (2014), Os Dez Mandamentos (2015), A Terra Prometida (2016) e Apocalipse (2017).

Sérgio Marone, Thaís Melchior, Milhem Cortaz, Gabryela Moreira, Raphael Viana, Miriam Freeland, Juliana Silveira, Rafaela Mandelli, Pérola Faria e Ângelo Paes Leme são outros dez nomes que trocaram a estabilidade de um contrato com a Record para tentarem outros tipos de trabalhos na concorrência. Alguns já foram absorvidos por produções da Globo, SBT e canais da TV a cabo.

Após o sucesso estrondoso de Os Dez Mandamentos, a Record teve facilidade em atrair atores que não tinham vínculo fixo com a Globo. O problema é que nenhuma das tramas que sucederam a obra de Vivian de Oliveira repetiu o êxito, e frequentemente figurou em terceiro lugar, atrás até das novelas infantis do SBT.

Até o primeiro semestre de 2020, a Record dará prioridade a tramas bíblicas. Para Gênesis, que substituirá Jesus a partir do ano que vem, a emissora tentou atrair nomes da Globo para os papéis centrais, mas até o momento nenhum ator demonstrou interesse.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?