Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

HOJE SIM!

Por que Cleber Machado virou a voz da Fórmula 1 na Globo em 2020?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O narrador Cleber Machado no estúdio da Globo em transmissão esportiva

Cleber Machado assumiu a Fórmula 1 em 2020; Galvão Bueno está em casa e Luis Roberto mora no RJ

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 15/8/2020 - 20h33

O sexto Grande Prêmio da temporada 2020 da Fórmula 1, neste domingo (16), terá a narração de Cleber Machado na Globo. O locutor comandou todas as transmissões neste ano. Titular da modalidade na emissora, Galvão Bueno está no grupo de risco da Covid-19 e foi afastado do trabalho presencial; já Luis Roberto, que poderia alternar o trabalho com Cleber Machado, tem um empecilho de logística.

Ele mora no Rio de Janeiro, enquanto os dois comentaristas de Fórmula 1 da Globo, Luciano Burti e Felipe Giaffone, estão em São Paulo. Assim como fez com os âncoras e repórteres, a Globo restringiu as viagens de avião por conta da pandemia de Covid-19 no setor esportivo.

Apesar de já ter feito transmissões com um dos comentaristas falando por chamada de vídeo, a líder de audiência decidiu não abrir mão de ter o narrador e um dos analistas juntos no estúdio, respeitando o distanciamento recomendado como prevenção ao novo coronavírus.

Com esse cenário, sem a possibilidade de contar com Galvão Bueno nem Luis Roberto, a Globo colocou Cleber Machado no posto temporariamente. Principal voz esportiva da emissora em São Paulo, o veterano abraçou a oportunidade, já que narrar a Fórmula 1 é uma grife. Ele já chegou até a fazer jornada dupla em 2020, com a corrida de manhã e o Paulistão no fim da tarde.

Neste domingo (16), Machado não terá que fazer o futebol, já que Luis Roberto vai comandar a transmissão de Vasco e São Paulo para quase todo o Brasil, com exceção dos Estados de Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina. O dono do bordão "hoje sim" vai trabalhar no GP da Espanha.  

Vozes da Fórmula 1 na Globo

As transmissões dos treinos no SporTV são comandadas por Sergio Mauricio, um veterano da modalidade, mas que ainda está atrás de Cleber na "hierarquia" de vozes da TV aberta, e agora por Everaldo Marques, que fez a sua estreia como narrador de Fórmula 1 do Grupo Globo na última semana.

Entre 2002 e 2004, o ex-ESPN viajou pelo mundo para cobrir, como repórter de rádio, as temporadas da Fórmula 1. "Acompanho Fórmula 1 desde criança. Passei muitas madrugadas acordado nos anos 1980 e 1990 para acompanhar as provas no Japão e na Austrália. Ajudou a me formar como fã do automobilismo e também a fazer crescer em mim a vontade de ser narrador", explicou ele, em entrevista à Globo.

Everaldo até recebeu uma "bênção" pública de Luis Roberto, que comentou um post do narrador no Instagram. "Me lembro de 2004. Depois de uns anos longe dos autódromos, o Everaldo Marques me recebeu em Silverstone e me indicou o caminho das pedras! Sempre te ouvi na F1 no rádio e agora nos canais Globo. Sensacional! Mete o pé e vai na fé", desejou o colega.

Tanto Everaldo quanto Sergio Mauricio têm o trabalho elogiado por boa parte das páginas que produzem conteúdo de Fórmula 1 nas redes sociais.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você acha das demissões de veteranos da Globo?