Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PRESIDENTE X EMISSORA

Bolsonaro provoca a Globo após delação de Messer: 'Aguardando o Fantástico'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O presidente Jair Bolsonaro durante entrevista coletiva em Brasília

Jair Bolsonaro usou as redes sociais para provocar a Globo: presidente diz que aguarda o Fantástico

REDAÇÃO

Publicado em 15/8/2020 - 18h23

Jair Bolsonaro está interessado na delação premiada de Dario Messer. Após publicar um cálculo de que a Globo teria faturado R$ 1,75 bilhão nos últimos 30 anos, o presidente voltou às redes sociais para provocar a emissora e se mostrou interessado na edição de domingo (16) do Fantástico. Na sexta (14), no Jornal Nacional, William Bonner leu uma nota da família Marinho negando a acusação.

"Aguardando para o Fantástico de amanhã", escreveu o presidente em uma publicação no Twitter. No post, ele compartilhou um vídeo que repercutia os cálculos de quanto a emissora teria faturado de acordo com os valores informados por Messer. O mesmo conteúdo foi colocado no Instagram, no Facebook e no YouTube do presidente da República.

Após a publicação, o termo Fantástico virou um dos assuntos mais comentados do Twitter neste sábado (15). Dario Messer afirmou ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, no depoimento realizado em 24 de junho, que repassou dólares à família Marinho no início dos anos 1990.

Na delação, antecipada pela revista Veja, consta em um dos anexos que Messer entregou pacotes de dinheiro dentro da sede da Globo, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. As visitas eram frequentes, cerca de três vezes por mês, e as quantias fornecidas aos Marinho variavam entre US$ 50 mil e US$ 300 mil.

O doleiro disse que se aproximou da família com a ajuda de Celso Barizon, que seria o gerente das contas dos Marinho no banco Safra de Nova York. Ele explicou que os valores em espécie entregues no Brasil eram compensados nos Estados Unidos pelos donos da Globo, com o auxílio de Barizon. E lá fora, os Marinho depositavam para o doleiro a quantia entregue ao vivo no Rio de Janeiro.

Em nota, a assessoria de Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho desmentiu as declarações: "A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, viemos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades."

Além do Jornal Nacional, o Jornal da Record também repercutiu a delação de Dario Messer sobre a Globo. Jair Bolsonaro, que na última semana ameaçou processar a Globo pelo editorial do Jornal Nacional, já fez duas publicações diferentes sobre o tema nas últimas horas. Veja abaixo:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera ver na TV em 2021?