Audiências de 2018

No horário nobre, canal de comida bate grifes da TV paga americana

Divulgação/Food Network

O chef Guy Fieri experimenta um suculento sanduíche em seu programa no canal Food Network - Divulgação/Food Network

O chef Guy Fieri experimenta um suculento sanduíche em seu programa no canal Food Network

JOÃO DA PAZ - Publicado em 17/12/2018, às 05h54

Com programas que vão de reality show sobre cookies a um que caça restaurantes tradicionais nos Estados Unidos, o Food Network fechará 2018 com mais audiência do que grifes da TV paga americana, como FX, AMC, Bravo, MTV e Nat Geo. O feito foi alcançado justamente no horário nobre, faixa na qual o canal foi visto por 861 mil pessoas por dia.

Fundado há 25 anos e operado pela Discovery Networks, o Food Network se destaca por apresentar uma programação variada. Durante o dia, predominam programas mais simples, desses que mostram receitas de bolos e pratos convencionais. À noite, o foco são atrações que mesclam comida com entretenimento (realities e game shows), uma fórmula que dá certo.

A face do canal é o chef Guy Fieri, quatro vezes indicado ao Emmy pelo popular Diners, Drive-Ins and Dives (Lanchonetes Clássicas, no Brasil), no ar desde 2007. Ele embarca em viagens por todo os EUA para mostrar a variedade gastronômica do país, de estabelecimentos de beira de estrada a restaurantes mais requintados.

Exibido nas noites de sexta, o Diners, Drive-Ins and Dives tem média de 900 mil telespectadores por semana. Chega a deixar o Food Network em quarto lugar na audiência da TV paga, um grande feito em uma briga por público que envolve 109 canais pagos.

Em algumas noites, o programa bate até jogos da NBA (liga profissional de basquete) na ESPN, e fica na terceira posição. Porém, para isso ocorrer, a partida tem de ser bem ruim.

Liderança no horário nobre
Pelo terceiro ano seguido, o canal de notícias Fox News liderou a audiência da TV por assinatura dos EUA. O sucesso da "TV do Trump" vem desde o fim do segundo mandato do governo Barack Obama.

O público da Fox News cresceu 2,5% em comparação a 2017, com telespectadores à procura de um jornalismo com viés mais conservador. Neste ano, pleitos regionais no país elegeram governadores, senadores e deputados.

Em segundo lugar no ranking está a ESPN, indicando a preferência das pessoas por notícias ou esportes na TV paga durante o horário nobre. A ESPN tem um bom desempenho, similar ao visto no Brasil com o Sportv, com grandes eventos esportivos realizados à noite.

Entre os cinco mais vistos, o primeiro que exibe séries é o USA Network, na quinta colocação. O canal tem em seu plantel dramas como A Rainha do Sul (protagonizado pela brasileira Alice Braga), Suits, The Sinner e a minissérie Unsolved, que foi bem de audiência neste ano.

Autointitulada líder mundial em notícias, a CNN ficou fora do top 10, na 11ª posição. Agora sem medo de se posicionar politicamente, com uma cobertura impiedosa contra Trump, a CNN perdeu público ao longo dos anos por tentar ser neutra. A MSNBC, outro canal à esquerda, deixou a CNN comendo poeira e é a segunda TV noticiosa mais vista, somente atrás da Fox News.

Confira as audiências, no horário nobre, dos 20 canais mais vistos da TV paga:

1) Fox News: 2,48 milhões de telespectadores por dia
2) ESPN: 1,83 milhão
3) MSNBC: 1,80 milhão
4) HGTV: 1,33 milhão
5) USA Network: 1,30 milhão
6) TBS: 1,28 milhão
7) TNT: 1,19 milhão
8) History: 1,04 milhão
9) Hallmark: 1,03 milhão
10) Discovery ID: 1 milhão
11) CNN: 989 mil
12) Discovery Channel: 952 mil
13) A&E Network: 890 mil
14) Food Network: 861 mil
15) TLC: 848 mil
16) FX: 749 mil
17) AMC: 745 mil
18) Adult Swim: 645 mil
19) TV Land: 629 mil
20) Bravo: 600 mil

Tudo sobre

AMC ESPN Fox News FX MTV TV Paga

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook