NADA DE APOSENTADORIA

Na Globo até 2022, Galvão Bueno revela: 'Não pretendo parar tão cedo'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Funcionário da Globo desde 1981, Galvão Bueno confessou que não pretende parar de narrar tão cedo - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Funcionário da Globo desde 1981, Galvão Bueno confessou que não pretende parar de narrar tão cedo

REDAÇÃO - Publicado em 21/08/2019, às 12h53

Principal nome do Esporte na Globo, Galvão Bueno entrou na lista de queridinhos da publicidade após fazer merchandising de um veículo no quadro Na Estrada com Galvão. Nessa nova fase de diálogo com o mercado, o locutor concedeu uma rara entrevista para um veículo fora da Globo e admitiu que não pretende parar de narrar competições esportivas tão cedo. Ele tem contrato com a emissora até o fim de 2022.

"Dentro da história de que não sei o que vou fazer pela frente e de que não pretendo parar tão cedo, os três grandes momentos da minha carreira se resumem a dois. Ao tetra [conquista da Copa do Mundo de 1994] e ao primeiro título do Ayrton [Senna, em 1988]. O terceiro ainda está por vir. Ainda vai aparecer", confessou Galvão em conversa com a revista Meio & Mensagem.

Em um discurso feito ao término da transmissão da Copa do Mundo de 2018, o narrador deu a entender que não narraria mais mundiais de futebol: "Não sei se é minha última Copa do Mundo narrando. Talvez seja. Comecei em 1974, mas se tiver sido minha última Copa narrando, e provavelmente seja, foi especial, emocionante, maravilhosa, como se tivesse sido a primeira".

Dias depois, Galvão deu uma entrevista para o canal de Luca Bueno, seu filho, e se explicou. "Quero estar no Qatar [para a Copa]. Tenho Olimpíada pra fazer em 2020. Em 2022, tenho que pensar com calma. Não sei o que vou fazer. Tem tanta coisa pra fazer, gente. Posso fazer uma narração ou outra, tem Jornal Nacional, tem programa. Isso é uma coisa que vamos resolver", projetou.

Aos 69 anos de idade e com 38 anos de Globo, Galvão está bastante ativo em sua principal função na emissora: a de narrador. Nesta quarta-feira (21), ele vai comandar a transmissão de Flamengo x Internacional pelas quartas de final da Libertadores. O jogo será transmitido para o país inteiro.

Foi em uma partida narrada por Galvão Bueno que o futebol na Globo teve o seu melhor desempenho em 2019. Brasil x Argentina, pela Copa América, marcou 41,4 pontos na Grande São Paulo; enquanto a bola rolava, o ibope foi de 44,3.

O narrador explicou na entrevista que usa as redes sociais como uma forma de gratidão à audiência que tem na TV.

"Eu sou o que sou pelas audiências que eu consigo. Quando eu falo isso, estou falando de dezenas de milhões de pessoas que gostam de mim, até aqueles que não gostam. Mesmo quem não gosta está vendo, está nesse número dessa audiência que acabou me levando a ser quem eu sou e chegar onde cheguei", se gabou.

Veja a entrevista completa de Galvão Bueno para a revista Meio & Mensagem:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook