CARREIRA INTERNACIONAL

Marco Pigossi revela por que deixou a Globo: 'Tinha chegado ao meu limite'

HENRIQUE GENDRE/GQ

Marco Pigossi é capa da edição de outubro da GQ; ator deixou a Globo para atuar em produções da Netflix - HENRIQUE GENDRE/GQ

Marco Pigossi é capa da edição de outubro da GQ; ator deixou a Globo para atuar em produções da Netflix

REDAÇÃO - Publicado em 03/10/2018, às 12h20

Após emplacar cinco mocinhos em novelas da Globo, Marco Pigossi pegou os fãs e a emissora de surpresa ao optar por não renovar seu contrato sob o pretexto de tirar um ano sabático e estudar na Inglaterra. Mas rapidamente acabou empregado pela Netflix. "Senti que tinha chegado ao meu limite artístico", disse o ator à revista GQ.

"Não estou buscando uma carreira internacional, estou buscando novos desafios. Essa coisa do glamour fica atrás do personagem. O glamour para mim é a parte chata, é o ônus", comentou à publicação, que chega às bancas nesta quinta (4).

Pigossi optou por deixar a principal emissora do Brasil logo ao final das gravações de sua curta participaçã na novela Onde Nascem os Fortes, exibida na faixa das 23h. Ele se queimou com executivos da emissora.

Antes disso, havia protagonizado A Força do Querer, que reergueu a faixa das 21h e que lhe rendeu o prêmio de melhor ator no Melhores do Ano de 2017, do Domingão do Faustão.

Assim que deixou a Globo, ele foi anunciado pela Netflix como um dos atores centrais de Tidelands, série policial gravada na Austrália que mostrará uma ex-presidiária investigando os mistérios de uma pequena e perigosa vila de pescadores habitada por humanos e sereias.

Pouco tempo depois, foi apresentado pela gigante do streaming como protagonista de Cidades Invisíveis, criada e dirigida pelo premiado Carlos Saldanha, que mostrará um submundo habitado por criaturas míticas que evoluíram de uma linhagem do folclore brasileiro.

Curso adiado
Em contato com o Notícias da TV, uma fonte próxima a Pigossi afirma que o ator de fato não renovou seu contrato com a Globo para estudar interpretação na Inglaterra, um desejo que ele já demonstrava há anos e que precisou adiar por ter sido escalado para A Força do Querer (2017) e Onde Nascem os Fortes.

"Ele chegou a ir para a Europa, estava tudo pronto para começar a estudar, quando recebeu essa proposta irrecusável da Netflix. Foi tudo muito rápido, a produção de Tidelands foi aprovada, e ele teve que decidir. Mas o Pigossi não desistiu do curso", contou o amigo.

A Netflix divulgou poucos detalhes sobre Tidelands. Na plataforma, a série de dez episódios é descrita com a seguinte sinopse: "Entre sereias e humanos, uma ex-presidiária investiga os mistérios da pequena e perigosa vila de pescadores onde cresceu". O criador é Stephen M. Irwin, o mesmo de Secrets and Lies (2015-2016).

A versão australiana do tabloide Daily Mail flagrou Pigossi durante uma gravação trocando beijos com a espanhola Elsa Pataky, mais conhecida por ser casada com o ator Chris Hemsworth (o super-herói Thor nos filmes da Marvel).

Tidelands ainda não tem data de estreia confirmada.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você vai acompanhar Salve-se Quem Puder?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook