Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DOMINGO ESPETACULAR

Marcius Melhem vai à Record e afirma que provará inocência em caso de assédio

DIVULGAÇÃO/RECORD

Em uma ponta da mesa, Roberto Cabrini de máscara conversa com Marcius Melhem, sem máscara, sentado do lado direito

Roberto Cabrini entrevista Marcius Melhem no Domingo Espetacular; humorista rebate acusação de assédio

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 19/12/2020 - 18h45

Marcius Melhem voltará a falar sobre as acusações de assédio em entrevista a Roberto Cabrini no Domingo Espetacular de amanhã (20). O ator e ex-diretor da Globo afirma que tem meios suficientes para provar a inocência diante das denúncias de que importunou sexualmente e moralmente cinco mulheres nos bastidores da emissora --entre elas, Dani Calabresa.

Ele conversou com o jornalista na tarde deste sábado (19) e revelou que tem medo de ir à rua, já que tem recebido ameaças nas redes sociais. Melhem pondera que pode ter errado no trato com os subordinados, mas que não cometeu qualquer crime.

O comediante é acusado de atuar de forma violenta com diversas funcionárias no período em que ocupou a cadeira de diretor de Humor entre 2018 e 2019. Ao todo, são cinco vítimas e seis testemunhas, que contam com o apoio de um grupo de 30 pessoas.

Nos bastidores, o seu desligamento também causou revolta entre as vítimas, por conta do tom elogioso de nota divulgada pela Comunicação da Globo. O texto dizia que a "parceira de 17 anos de sucesso" se encerrava em "comum acordo".

As advogadas Soraia Mendes e Mayra Cotta, que representam Dani e as colegas, já encaminharam uma denúncia formal à Ouvidoria da Mulher do Ministério Público Federal. Elas também vão entrar na Justiça com um processo criminal contra Melhem, por divulgar conversas e áudios da humorista.

A defesa do artista revelou troca de mensagens entre ele e Dani com objetivo de comprovar que os dois mantinham uma relação íntima e amigável na época em que o assédio teria ocorrido. Além de ter mostrado o pênis para a atriz durante uma festa, ele também teria boicotado os projetos dela dentro da Globo.

"Estou mostrando coisas que expõem a relação amistosa que temos. Não é expor uma suposta vítima. Estou mostrando que eu e a suposta vítima tínhamos uma relação no período que a revista diz que ela estava traumatizada comigo. É só para contrapor uma narrativa falsa", afirmou Melhem em entrevista recente à Folha de São Paulo.

Cabrini, aliás, já recebeu Mayra no Domingo Espetacular do último dia 6, em que a profissional ressaltou não se intimidar com as ameaças de ser processada por Melhem. "Eu acho lamentável que uma advogada, representando vítimas de assédio sexual, seja colocada também na posição de vítima diante de uma ameaça desse tipo", argumentou ela.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?