Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CASO DANI CALABRESA

Marcius Melhem reúne mensagens para 'contrapor narrativa falsa' sobre assédio

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Monatgem com Marcius Melhem e Dani Calabresa

Marcius Melhem e Dani Calabresa; ator reuniu conversas com a humorista para contrapor versão dela

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 15/12/2020 - 23h50

Marcius Melhem reuniu conversas realizadas com Dani Calabresa entre 2017 e 2019 para "contrapor uma narrativa falsa" sobre as denúncias de assédio. Nesta terça-feira (14), o ex-diretor de Humor da Globo divulgou trechos de diálogos com a humorista que comprovariam a amizade entre eles e que vão de encontro ao relato realizado por ela.

"Estou mostrando coisas que expõem a relação amistosa que temos. Não é expor uma suposta vítima. Estou mostrando que eu e a suposta vítima tínhamos uma relação no período que a revista diz que ela estava traumatizada comigo. É só para contrapor uma narrativa falsa", afirmou Melhem em entrevista para a Folha de São Paulo.

Na reportagem, o ator cita as denúncias apresentadas pela Revista Piauí, que detalham o suposto assédio sexual praticado por Melhem contra Dani durante uma confraternização. Oito dias depois deste evento, no aniversário da humorista, Melhem felicitou a então colega de trabalho no grupo de WhatsApp da equipe do Zorra.

Em seguida, ela enviou uma mensagem de áudio privada para Melhem: "Chefe, estou mandando este áudio para agradecer a mensagem linda que você mandou no grupo. Todas as mensagens que você manda sempre de apoio e carinho. Nossa, você não tem ideia como fico feliz de saber que você me acha talentosa. Eu sou sua fã para caralho. Estou muito feliz de verdade. Te amo muito. Um beijo para as suas filhinhas lindas. Vamos para a Disney juntos".

O autor contratou uma empresa para comprovar a veracidade da conversa e destacou que apresentará a sua versão sobre o caso apenas na Justiça. "Não forcei Dani Calabresa a nada naquela noite", destacou.

Segundo a reportagem, as mensagens fazem parte de uma notificação extrajudicial enviada pela defesa de Melhem para a humorista. A notificação estabelece um prazo de cinco dias para que Dani confirme ou negue o conteúdo da Revista Piauí.

Procurada pela Folha, a advogada Mayra Cotta, que representa Dani e outras supostas vítimas de Melhem, afirmou que a "interpelação repete estratégia comum a casos similares".

"Objetiva intimidar nao apenas uma vítima específica, mas outras que ainda permanecem protegidas sob sigilo e até mesmo testemunhas, como se isso fosse capaz de apagar os graves fator narrados e cuidadosamente checados com dezenas de pessoas citadas pelas matéria", complementou em nota.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você vai acompanhar a reprise de Império?