APÓS FALA POLÊMICA

Marcão do Povo volta a apresentar jornal no SBT e debocha: 'Não gosto de mimimi'

REPRODUÇÃO/SBT

O apresentador Marcão do Povo no jornal Primeiro Impacto, do SBT, na manhã desta segunda-feira (27)

Marcão do Povo no Primeiro Impacto desta segunda (27): apresentador voltou ao noticioso após afastamento

REDAÇÃO - Publicado em 27/04/2020, às 11h00

Marcão do Povo voltou a apresentar o Primeiro Impacto após ser afastado do SBT por ter sugerido "campos de concentração" para pacientes da Covid-19. Ele comemorou o retorno ao declarar que o bem sempre vence o mal. "Eu não gosto de mimimi, se eu gostasse comprava um gato gago", debochou o titular na manhã desta segunda-feira (27).

Antes de introduzir as notícias no jornal matinal, o âncora surgiu animado. "Esse é o apresentador que não gosta de mimimi. Quero desde já mandar meu coração para vocês e dizer que Marcão está de volta", começou ele, que contou histórias sobre a escultura de galo presente no estúdio, apelidada de "Madruga". 

Momentos depois, o colega de Dudu Camargo aproveitou para se desculpar pela fala polêmica que repercurtiu nas redes sociais no dia 8 de abril. "Eu, humildemente, peço perdão pela forma como eu coloquei a palavra, apesar que é possível entender muito bem o que eu quis dizer", amenizou o funcionário de Silvio Santos.

O âncora do jornal relembrou sobre um vídeo compartilhado em suas redes sociais em que o dono do SBT, em 1987, falou sobre o poder que o bem e o mal têm. 

"O meu patrão Silvio Santos fala sobre o que realmente importa, sobre o que realmente é lembrado. O Silvio também diz que podemos fazer dez coisas, mas se errarmos três, somente as três serão lembradas. É como se as sete coisas boas nunca tivessem existido. Na TV, na mídia, na vida é exatamente assim", justificou o jornalista.

"Mas sabe porque tudo isso aconteceu? Porque o bem costuma vencer. Mas ele vence por alguns minutos. E por fim o bem sempre vence o mal, e esse é o motivo de eu estar aqui, e de você estar aí lutando pela sua família, e de seguirmos acreditando que coisas irão melhorar, que a saúde será restabelecida entre todos", defendeu o apresentador.

"Sairemos dessa situação incerta e que o país e o mundo vão mudar. Estou feliz em voltar e a me encontrar com você e que Deus sempre permitiu que eu não perdesse a fé. Obrigado a todos e ao SBT", finalizou ele. 

Confira o discurso de Marcão do Povo na manhã desta segunda-feira (27): 

Veja o retorno de Marcão do Povo no comando do Primeiro Impacto:

Entenda o caso

O SBT decidiu suspender Marcão do Povo por 15 dias a partir de 9 de abril, por ter sugerido no Primeiro Impacto a adoção de campos de concentração para doentes da Covid-19. O pedido, feito no ar ao presidente Jair Bolsonaro, chocou telespectadores e executivos da emissora.

Na ocasião, o âncora começou seu discurso de inspiração nazista dizendo que, na China, pessoas com sintomas de Covid-19 teriam sido levadas para a cidade de Wuhan, epicentro da doença. Lá, foram montados hospitais, onde muitas pessoas infectadas foram tratadas.

"Atenção, presidente! Não seria interessante montar um local, com o Exército, a Marinha, a Aeronáutica, para onde todas as pessoas que tivessem os sintomas, que tivessem o coronavírus, fossem levadas e bem tratadas, ao invés de espalhar [a doença] da maneira que tá sendo, todos os lugares, um gasto excessivo, as cidades paradas. Não seria interessante um local só pra cuidar dessas pessoas?", começou a sugerir.

"Não seria interessante pegar Exército, Aeronáutica, Marinha e montar um campo de concentração de cuidados, com os equipamentos mais sofisticados, os melhores profissionais, e colocar lá essas pessoas com problemas, com sintomas, cuidar dessas pessoas com carinho?", disse Marcão. 

Confira o discurso do apresentador sobre campos de concentração na íntegra:


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas no podcast Noveleiros

Listen to "#11: Quem matou Max e nudes em Êta Mundo Bom: Vale a Pena Ver de Novo mesmo!" on Spreaker.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook