Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MICHELLE SAMPAIO

Jornalista demitida por ser gorda ganha mais fora de afiliada da Globo: 'Liberdade'

REPRODUÇÃO/REDE VANGUARDA

Michelle Sampaio apresenta o Jornal Vanguarda, de uma afiliada da Globo, em fevereiro de 2018

Michelle Sampaio no Jornal Vanguarda em fevereiro de 2018, um mês antes de ser afastada pelo peso

VINÍCIUS ANDRADE

Publicado em 30/1/2020 - 5h24

Demitida da Rede Vanguarda, afiliada da Globo no Vale do Paraíba (SP), Michelle Sampaio conseguiu dar a volta por cima na carreira e já ganha mais dinheiro com sua própria empresa do que recebia como funcionária da TV. Em março do ano passado, a jornalista foi dispensada da emissora onde trabalhou durante 16 anos porque engordou durante a gravidez e não conseguiu voltar ao peso de antes ao retornar da licença-maternidade.

"Minha vida está muito mais feliz. A minha vida está mais leve, sem cobranças. Consigo fazer meus horários. Isso não tem preço. Quando você empreende, existe mais liberdade na agenda para priorizar os compromissos com a minha filha, por exemplo. Essa liberdade me trouxe felicidade e mais produtividade", diz a ex-âncora do Jornal Vanguarda (correspondente ao SP2) em entrevista ao Notícias da TV.

Atualmente, Michelle é sócia de uma empresa de comunicação, que oferece treinamentos, palestras e coaching. Segundo ela, seus ganhos aumentaram em aproximadamente 60% desde a sua demissão. A agora empresária também começou a fazer campanhas publicitárias nas redes sociais e estreou como garota-propaganda de uma rede de farmácias do interior de São Paulo recentemente.

"O curioso é que essa campanha é veiculada pela Vanguarda e pelo SBT. Esses dias no mercado a mocinha do caixa até falou que me viu na televisão: 'Que bom que você voltou'. Aí eu expliquei que foi só no comercial mesmo", relata, bem-humorada.

Contratada pela emissora em 2003, os problemas de Michelle começaram a surgir em novembro de 2016, quando retornou de sua licença-maternidade para a bancada do Jornal Vanguarda. Segundo ela, três dias após seu retorno, foi chamada pela direção e informada que seria retirada do vídeo porque estava acima do peso.

"Me pediram para emagrecer em um ou dois meses, mas eu falei que era difícil. A decisão da diretoria era que eu voltasse para o meu peso antes da gravidez. Eu estava por volta de 12 ou 14 quilos acima do meu peso. Eu engordei 24 quilos durante a gravidez toda", explica.


Michelle Sampaio e o antigo colega, Ademir Ribeiro, antes de ela sair de licença, em 2016

Após emagrecer "uns 3 ou 4 quilos", ela voltou para o vídeo. Mas como repórter, não como âncora. Só retomou o seu posto em julho de 2017, quando estava 9 quilos mais magra depois de fazer uma dieta low carb. Ficou nove meses na bancada e, em março de 2018, perdeu o posto porque engordou novamente. De lá até março de 2019, quando foi demitida, trabalhou apenas como repórter.

"De fato, eu tinha engordado, foi meu primeiro período de férias com a minha filha. Eu engordei não foi por problema de saúde, mas eu confesso que é desgastante ficar nesse emagrece e engorda", desabafa a jornalista, atualmente com 40 anos.

"Eu fui adiando meu sonho de ser mãe pela minha profissão. O Jornalismo é desgastante. Fui ser mãe de 36 para 37 anos, depois de sete anos de relacionamento com o meu marido que eu decidi ser mãe. Você perder peso perto dos 40 anos é muito mais difícil".

"Eu já fui rata de academia, cheguei a cursar um ano de Educação Física. Mas chega uma hora que o seu corpo não aguenta. É cansativo. O corpo cansa, a mente cansa. Quem vai me entender são as mães, quem já teve essa rotina vai me entender. Outras pessoas podem me julgar e falar: 'Era só emagrecer'", opina.

Ela confessa ter ficado triste por não conseguir atender ao pedido de sua chefia, mas acredita que sua demissão foi injusta: "Eu engordei, mudou minha fisionomia, eu fiquei um pouco mais bochechudinha, mas não justifica. Eu não tive a voz afetada, não perdi minha capacidade de fazer textos, de escrever. Minha capacidade de estar ali com o telespectador não mudou, pelo contrário. A gente cresce como ser humano quando vira mãe".

Michelle também diz que a afiliada da Globo perdeu uma oportunidade de fazer diferente: "Da tela para fora, a emissora prega a diversidade, o respeito e a inclusão, mas internamente ela age assim? Eu acho que quem perdeu uma oportunidade grande de fazer diferente foi a empresa".

"Me fala qual emissora tem uma gordinha sentada na bancada de um telejornal? Não existe! Mas você vê apresentadores homens de cabelo branco, calvos, gordinhos, barrigudinhos. Eles estão sentados nas bancadas de jornais. A gente sabe que, para o homem, a exigência de padrão é muito mais suave. É muito mais rigoroso para mulher, por isso acho que eles perderam uma oportunidade grande de inovar", afirma.

Globo nega demissão por peso

Um dia depois de a apresentadora Michelle Sampaio ter declarado que a afiliada da Globo a demitiu por estar acima do peso, a emissora negou que esse tenha sido o motivo do desligamento da jornalista. Mas a empresa não informou a real justificativa para mandar a profissional embora. A Vanguarda é de propriedade de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.

"A TV Globo e a TV Vanguarda informam que não é verdade que a razão para o fim do contrato mencionado seja a que foi publicada na reportagem 'Apresentadora da Globo é demitida por ficar gorda depois de gravidez'. Tal conduta é incompatível com a política de respeito absoluto a seus profissionais adotada pela TV Globo e pela TV Vanguarda", informou a Globo por meio de nota.

Recusou proposta da Record

Logo após sua demissão da Vanguarda, Michelle teve conversas com a afiliada da Record na região do Vale do Paraíba, mas não quis voltar à rotina diária de Jornalismo. Em maio de 2019, também foi convidada para assumir um cargo na Comunicação do ministério da Ciência e Tecnologia, mas recusou.

"Brasília era um salário bom, praticamente o dobro do que eu ganhava na Vanguarda. As pessoas têm uma ilusão de que se ganha bem na televisão, mas são pouquíssimas pessoas que ganham bem. Mas era uma mudança muito grande para mim, eu não queria. Eu queria mesmo empreender, fazer minhas coisas e seguir o meu caminho e construir minha nova história. Está dando certo", comemora.

Veja abaixo o post de Michelle com a campanha que ela fez e foi veiculada na TV:

Ver essa foto no Instagram

Minha “nova vida” fora da TV me trouxe uma liberdade que não tem preço. Agradeço muito à Deus por isso!! Depois de vinte anos dedicados ao jornalismo, seguindo regras e padrões, enfim sou “dona de mim”. Ufa, como é bom poder fazer o que quero. O jornalismo continua na minha essência, no meu senso de justiça, na busca pela verdade, no meu olhar para o outro. Mas com a saída do telejornalismo diário, ganhei novas oportunidades, turbinei minha veia empreendedora, minhas palestras, treinamentos e virei garota propaganda! Estou adorando as ações e campanhas publicitárias !! Essa ultima foi para a #FarmaUchoas , foi uma delícia gravar com essa turma toda!! Obrigada à todos pelo carinho !

Uma publicação compartilhada por michellesampaio (@michellesampaio) em

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?