Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

‘FALTA DE PIEDADE’

Indignada, Fátima Bernardes detona discurso de Bolsonaro sobre pandemia

Reprodução/TV Globo

Fátima Bernardes com cabelo ondulado, luzes nos fios, macacão verde com detalhes em pink

Fátima Bernardes ficou incomodada com falas de Bolsonaro durante o Encontro desta sexta (5)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/3/2021 - 11h47

Fátima Bernardes começou o Encontro desta sexta-feira (5) indignada com o discurso de Jair Bolsonaro a respeito da pandemia de Covid-19, feito na última quinta-feira (4). A apresentadora exibiu as falas do presidente dizendo que a população está com frescura diante do caos na saúde pública. Ela criticou a postura dele e lamentou pela falta de piedade com a população.

"Ouço isso com muita tristeza. Isso não tem a ver com política, gente. Isso tem a ver com piedade, solidariedade, respeito à dor alheia. Não tem a ver com uma questão política", iniciou. André Curvello, que estava ao seu lado, reiterou: "[Não tem a ver] Nem com ideologia partidária".

Na ocasião, Bolsonaro voltou a dizer que a população está fazendo "mimimi" sobre as mortes causadas pela Covid-19. "Nós temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, de 'mimimi'. Vão ficar chorando até quando? Temos que respeitar obviamente os mais idosos, àqueles que têm doenças, comorbidades. Mas, onde vai parar o Brasil se nós pararmos?", indagou.

A jornalista continuou seu desabafo dizendo que Bolsonaro está disseminando a desinformação quando exclui de seu discurso os dados que comprovam que os idosos não são mais os principais infectados pelo vírus, mas sim, os jovens.

"É uma questão de você ter um certo estranhamento diante de uma declaração como essa. O que preocupa é ser uma opinião ouvida --porque é do presidente do país--, e a questão da desinformação. Ele fala da preocupação com os idosos. Claro que a gente tem que ter essa preocupação, só que nessa segunda onda que chegou antes de a gente se livrar da primeira, o número de pessoas jovens contaminadas é imenso".

Curvello complementou a fala de Fátima: "Dá para responder um pouco da pergunta do presidente: 'Onde vai parar?'. Vai parar no cemitério".

A apresentadora concordou e lamentou a situação das pessoas que procuram atendimento médico e acabam morrendo sem serem atendidas. "As pessoas estão ficando desesperadas nos hospitais, porque não tem como atender. Estão morrendo do lado de fora, realmente é um desespero".

O Brasil acumula até esta sexta-feira mais de 260 mil mortes por Covid-19. Só ontem (4), o país registrou 1.699 óbitos pela doença.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?