Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FIM DO ESTÚDIO

Há seis meses fora do ar, Silvia Abravanel perde Bom Dia & Cia de vez

REPRODUÇÃO/SBT

A apresentadora Silvia Abravanel no estúdio do Bom Dia & Cia

Silvia Abravanel não comanda o Bom Dia & Cia desde março: programa não voltará ao antigo formato

DENNIS PAGI e VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 25/9/2020 - 14h06

Fora do estúdio desde 20 de março, o Bom Dia & Cia não voltará mais ao seu formato antigo, com interação e uma apresentadora para comandar os quadros. Com isso, Silvia Abravanel deixa de ter um programa para chamar de seu após cinco anos no comando do infantil. O Notícias da TV apurou que o clima é de apreensão na equipe de produção da atração.

A partir de outubro, a emissora de Silvio Santos vai iniciar um corte em sua equipe de colaboradores e os primeiros atingidos devem ser aqueles que ficaram em casa nos últimos meses, caso dos funcionários do matinal.

A decisão do fim do Bom Dia & Cia em estúdio segue a mesma linha da dispensa de Roberto Cabrini, que não terá o seu contrato renovado pelo SBT. Assim como o Conexão Repórter, o programa de Silvia Abravanel não trazia o retorno comercial esperado. 

Nos últimos seis meses, o infantil está no ar sem nenhum apresentador, apenas com um desenho exibido atrás do outro. A mudança forçada tornou o formato mais econômico por não ter a necessidade de uma equipe técnica e de produção para entrar ao vivo.

A redução de custos não causou fuga de público. Por isso, a decisão do momento é manter como está --evidentemente, por se tratar da emissora de Silvio Santos, tudo pode mudar a qualquer instante.

Todos os programas do Entretenimento que poderiam retornar aos estúdios neste ano já voltaram, casos do Domingo Legal, Eliana, Programa da Maisa, Programa do Ratinho e Bake Off Brasil. 

Silvia Abravanel comandava o Bom Dia & Cia desde 2015. Em 16 de julho, a apresentadora fez um post no Instagram comemorando seus cinco anos à frente do matinal. Durante a quarentena, a filha de Silvio Santos ainda comandou lives nas redes sociais com a equipe do programa.

Em fevereiro, Silvia foi acusada pelo tribunal da internet de cometer assédio moral ao constranger membros de sua equipe no estúdio. A herdeira do SBT chegou a pedir demissão ao diretor artístico da emissora, Fernando Pelegio, mas não foi atendida.

Após duas semanas de afastamento, ela teve uma conversa com o pai e voltou ao programa em 2 de março --três semanas depois, Silvia e a equipe tiveram que retornar para a casa por conta da pandemia e o fim das atividades em estúdio.

Em praças fora de São Paulo, como Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, o Bom Dia & Cia já vai ao ar com um tempo mais enxuto, pois esses locais contam com jornalísticos e programas esportivos na faixa.

A partir de 9 de outubro, a grade de todas as emissoras vai sofrer ajustes por conta da propaganda política obrigatória das eleições municipais 2020 --o primeiro bloco das campanhas eleitorais entrará às 13h.

Demissões no SBT

Conforme o Notícias da TV antecipou, o SBT prevê uma demissão de até 500 profissionais até o fim do ano, e a nova ordem é não manter no ar produtos que não trazem retornos financeiros. A atual crise econômica provocada pela pandemia e o alto investimento na compra de direitos de transmissão de campeonatos esportivos impactaram no caixa.

Historicamente, o último trimestre do SBT é sempre caótico. Funcionários já estão acostumados com os cortes de funcionários nesse período do ano por conta da política do Grupo Silvio Santos, que demite colaboradores e enxuga a folha de pagamento para conseguir fechar o balanço anual com saldo positivo. No ano passado, por exemplo, foram demitidos diversos nomes do Fofocalizando.

Assim como fez no caso da dispensa de Cabrini, o SBT não comentou o fim do Bom Dia & Cia no estúdio e as demissões previstas para os próximos meses ao ser procurado pela reportagem.


Leia também

Enquete

Com quem Irma merece ficar em Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.