Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JORNALISMO

Globo promove dança das cadeiras e troca correspondente em Londres

FOTOS: REPRODUÇÃO E FABIO ROCHA/TV GLOBO

Montagem de Pedro Vedova e Murilo Salviano

Pedro Vedova deixará posto de corresponde de Londres da Globo; Murilo Salviano assume em agosto

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 2/5/2022 - 21h08

Em mais uma dança das cadeiras na área de Jornalismo, a Globo informou nesta segunda-feira (2) uma mudança no posto de correspondente de Londres. Pedro Vedova, que atua na capital britânica desde 2014, será substituído por Murilo Salviano, repórter especial do Fantástico, a partir de agosto. 

De acordo com o comunicado, Vedova assumirá a vaga em aberto de Salviano no dominical da emissora. O jornalista entrou na Globo pelo programa Estagiar em 2008. Quatro anos depois, ele passou a fazer reportagens no Núcleo de Reportagens Especiais do canal de notícias até assumir a correspondência.

Já Salviano começou a se destacar na GloboNews cobrindo os bastidores da política em Brasília. Em 2019, ele virou repórter especial do Fantástico e iniciou a produção de documentários para a Globo, entre eles BR 101: Uma Rodovia de Muitos "Brasis", em que cruzou o país dentro de um carro, durante 30 dias, com um cinegrafista. 

Reformulação

Na semana passada, a Globo demitiu Carlos Tramontina e Chico Pinheiro. Os dois estavam na emissora há 43 e 32 anos, respectivamente. Nos últimos anos, a emissora também desligou outros veteranos, como Renato Machado, Alberto Gaspar, Ari Peixoto, José Hamilton Ribeiro, Eduardo Faustini, Isabela Assumpção e Linhares Júnior.

A principal causa das demissões dos jornalistas é a nova política de gestão da Globo, focada em cortar salários altos e substituir profissionais veteranos e caros por novatos baratos e produtivos.

A emissora, em seu projeto de se tornar uma media tech (empresa de comunicação com foco em tecnologia), está agindo como uma startup --que paga direitos trabalhistas, ressalte-se. Nessa nova Globo, não existe espaço para profissionais como o produtor Robinson Cerântula, demitido em outubro do ano passado após 28 anos ajudando a emissora a dar grandes furos jornalísticos, ou para Eduardo Faustini, ex-repórter "secreto" do Fantástico.

Esse processo de enxugamento e reestruturação não vai acabar. Profissionais que permanecem na casa já percebem um certo "sucateamento" do Jornalismo. E estão criando consciência de que cada vez mais terão de jogar na defesa e no ataque.

TUDO SOBRE

Globo

Jornalismo


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.