Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

HISTÓRICO DIFÍCIL

Paixões de Gavilanes: SBT aposta em novela amaldiçoada para bater a Record

DIVULGAÇÃO/TELEMUNDO

Protagonistas de Paixões de Gavilanes: SBT estreia novela no próximo dia 16 de maio

Protagonistas de Paixões de Gavilanes: SBT estreia novela colombiana no próximo dia 16

DANIELE AMORIM e GABRIEL VAQUER

daniele.amorim@noticiasdatv.com

Publicado em 2/5/2022 - 16h55
Atualizado em 2/5/2022 - 18h46

O SBT estreará Paixões de Gavilanes em 16 de maio para bater de frente com a programação da Record, que atualmente exibe a reprise de Chamas da Vida (2008). A novela colombiana, no entanto, tem um passado complicado no Brasil. A primeira fase da trama foi exibida com o nome de Paixões Ardentes na Rede TV!, em 2004, mas foi tirada do ar antes mesmo do fim pelo péssimo resultado na audiência.

O folhetim é protagonizado por Danna Garcia e Mario Cimarro e narra a história de amor e desamor dos irmãos Reyes e das irmãs Elizondo. Ambos são donos de grandes fazendas na Colômbia.

A segunda temporada, que será exibida pela emissora de Silvio Santos, se passa 20 anos após a primeira e retoma a história das famílias. Agora unidos, os dois núcleos vão sofrer com novos segredos que irão testar a cumplicidade de cada um.

Entre os atores conhecidos nesta nova temporada, está Juan Manuel Restrepo, protagonista de La Reina Del Flow (A Rainha do Ritmo, em tradução livre), um dos grandes sucessos recentes da Netflix. A estreia da continuação no mercado estrangeiro foi recente, em fevereiro. A Telemundo vai produzir 80 capítulos.  

No comunicado do SBT que foi enviado à imprensa, a emissora também confirmou outras estreias para a programação das tardes. Carrossel (2012) será reprisada ao meio-dia e, em seguida, é a vez da novela Esmeralda (2004) --que será exibida às 13h.

Confira a chamada das novas estreias do SBT:

Paixões Ardentes e o fracasso na RedeTV!

No Brasil, Paixões Ardentes foi exibida entre 29 de março e 30 de junho de 2004, e interrompida no capítulo 60 --sua primeira produção tem 180 capítulos. O motivo do corte foi o fracasso de audiência da novela, que nunca marcou mais que 0,8 ponto na Grande São Paulo.

"A direção justifica ter tirado a novela do ar porque não dava audiência. Qualquer emissora tem autonomia para isso sempre que o produto não atende às expectativas", disse a RedeTV! à época. 

De forma surpreendente, a RedeTV! recebeu reclamações de diversos fãs da trama, revoltados com a retirada abrupta. Houve denúncias no Procon-SP, que decidiu processar a emissora por propaganda enganosa.

O Procon dizia que a RedeTV! fez com Paixões Ardentes o mesmo que vender um livro sem as últimas páginas. O caso não deu em nada, e a RedeTV! não foi punida. 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.