Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

REPRISE SUBSTITUI

Globo cancela especial de fim de ano com Roberto Carlos em 2020

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O cantor Roberto Carlos no especial de fim de ano exibido em 2019, na Globo

Roberto Carlos no especial de fim de ano exibido em 2019; Globo reprisará show de 2011 na programação

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/11/2020 - 8h00
Atualizado em 18/11/2020 - 13h57

Devido à pandemia da Covid-19, a Globo decidiu cancelar o tradicional especial de fim de ano com Roberto Carlos em 2020. No lugar, a emissora colocará no ar no dia 22 de dezembro a reprise do show do "rei" de 2011, produzido em Jerusalém. Essa será a segunda vez que o cantor não grava uma apresentação inédita.

De acordo com a colunista Carla Bittencourt, do jornal Extra, a Globo avaliou que a única possibilidade devido à pandemia seria fazer uma live com Roberto Carlos nos estúdios dele, mas este formato de live já foi exibido pela emissora duas vezes este ano, então a reprise foi a melhor opção encontrada pela produção do especial.

As empresas que costumam patrocinar a apresentação especial do rei já procuraram o escritório do cantor para oferecer cotas para um especial independente na internet, e os dois lados negociam para tornar uma "super live" possível. 

O Notícias da TV procurou a Globo, que confirmou as informações de que exibirá o show Roberto Carlos - Emoções em Jerusalém. "O especial, capturado em 3D com direção artística de Jayme Monjardim, chegou a ser exibido nos cinemas no ano passado e terá sua primeira reexibição na TV desde 2011", disse a nota enviada pela Comunicação da emissora. 

Em 2019, a Globo também não exibiu um show gravado apenas para a Globo, com a presença do elenco da emissora no palco e na plateia. Foram ao ar apresentações do "rei" em Curitiba, Miami, Nova York, Lisboa, Madri e Londres. 

Em maio deste ano, Roberto Carlos redobrou os cuidados contra o coronavírus em sua live especial de Dia das Mães. Na ocasião com 79 anos e do grupo de risco de contrair a Covid-19, o cantor se apresentou separado por uma barreira de acrílico transparente de seus músicos, todos devidamente paramentados com equipamentos de proteção individual.

A única exceção era o próprio artista. "A gente tem que abrir a mão da máscara para cantar", explicou ele na época. 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera ver na TV em 2021?