Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MULHERES NO CAMPO

Globo aumenta aposta no futebol feminino e compra direitos da Copa de 2023

DIVULGAÇÃO/CBF

Marta sorri na Copa do Mundo. Ela usa uma camisa amarela e um batom vermelho, além do cabelo preso

Marta na Seleção Brasileira: Globo fechou compra da Copa do Mundo feminina de 2023 com a Fifa

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 6/5/2022 - 6h25

A Globo acertou com a Fifa (Federação Internacional de Futebol) a transmissão da Copa do Mundo feminina de 2023. Pela primeira vez na sua história de quase 60 anos, a emissora exibirá na TV aberta dois Mundiais de futebol de mulheres seguidos. O SporTV também fará as partidas na TV paga. 

Os direitos, por enquanto, são exclusivos da Globo. A compra chama a atenção porque, até onde se sabia, o contrato atual da emissora com a Fifa terminava neste ano e não englobava o evento feminino. No entanto, houve uma negociação entre os executivos brasileiros e a entidade máxima do futebol que incluiu o torneio neste pacote. 

Segundo apurou o Notícias da TV, ainda não há um planejamento para a cobertura. Isso só deverá ser discutido após a Copa masculina, que será realizada em novembro deste ano no Catar --o evento feminino está marcado para acontecer entre 20 de julho e 20 de agosto do ano que vem.

Mas a Globo projeta exibir na TV aberta outros jogos além dos da Seleção Brasileira. Os confrontos ocorrerão na madrugada, o que facilita uma cobertura mais robusta. 

Na edição de 2019, realizada na França, a Globo mostrou as partidas do Brasil, além da abertura e da final, na qual os Estados Unidos venceram a Holanda. O evento teve grande audiência. Brasil 1 x 2 França, que causou a eliminação da seleção nas oitavas de final, marcou 32 pontos de audiência em São Paulo na ocasião. 

Na época, a Globo dividiu os direitos de TV aberta com a Band e mostrou os jogos também no SporTV, seu canal esportivo na TV por assinatura, e no Globoplay, sua plataforma de streaming. Um sublicenciamento não é descartado, mas não será discutido por enquanto. 

A Globo já confirmou a Copa do Mundo de 2023 para os anunciantes. Em um evento sobre futebol feminino dedicado ao mercado publicitário, e que o Notícias da TV acompanhou, a emissora anunciou a transmissão do evento e disse que a exibição é a apoteose da aposta que a TV faz na modalidade. 

Além da Copa do Mundo feminina de 2023, a Globo tem assegurados os direitos do Brasileirão feminino, da Supercopa do Brasil e, na TV paga, da Copa América feminina --esta última pertence ao SBT em TV aberta, mas a emissora de Silvio Santos não definiu se vai mostrar alguma partida em julho. 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.