Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SÓ BBB DÁ CERTO?

Fracasso do Zig Zag Arena faz Boninho ser questionado na Globo

DIVULGAÇÃO/TV GLOBO

Boninho com uma camisa azul e um sorriso nos Estúdios Globo

Boninho, diretor do BBB: atuação em outros gêneros e formatos originais é questionada na Globo

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 17/12/2021 - 7h00
Atualizado em 17/12/2021 - 13h04

[Este texto foi atualizado às 13h]

Um dos maiores fracassos do ano na TV brasileira, o Zig Zag Arena fez muita gente na Globo questionar se o diretor J.B. Oliveira, o Boninho, é capaz de implementar novos formatos fora da área dos reality shows na emissora. Neste ano, ele dirigiu três atrações muito criticadas pelo público. Só Marcos Mion ajudou na defesa do marido de Ana Furtado.

Comandado por Fernanda Gentil, o game show foi encurtado em sete episódios e sai do ar já neste fim de semana. Ao todo, seriam 18 programas, mas a Globo só irá exibir 11. Os outros serão jogados fora e sequer serão disponibilizados para o público no Globoplay.

Segundo apurou o Notícias da TV, críticos de Boninho na emissora dizem que o diretor só tem conseguido sucesso nos últimos anos com o Big Brother Brasil, que se renovou a partir de 2020 e virou um êxito ainda maior do que era. Já a lista de formatos que não vingaram é muito grande.

Nos últimos cinco anos, o núcleo de Boninho desenvolveu atrações que passaram longe de ser um sucesso de público e crítica, como Tomara Que Caia (2015), Simples Assim (2020) e Casa Kalimann (2021). O revival do No Limite neste ano também foi muito criticado.

Por causa do mau desempenho do Zig Zag Arena, a Globo cancelou um novo projeto do guarda-chuva de Boninho para o Globoplay. Era um formato de reality show, especialidade do diretor, mas a emissora preferiu não investir neste momento.

Mas quem defende o diretor ressalta o sucesso na transição dos sábados, com a saída de Luciano Huck e a entrada de Marcos Mion. O Caldeirão se transformou e virou um programa animado e elogiado. O ex-Record só foi para a Globo porque Boninho insistiu bastante em sua contratação.

Outro êxito dele foi a implementação de programas matinais, como o Encontro com Fátima Bernardes e o É de Casa. Na área de realities, ele também obteve sucesso com o The Voice Brasil e Mestre do Sabor, o que mostra que seu faro ainda é aguçado.  

O fato é que o diretor continua como comandante do gênero de Variedades e com a confiança da alta direção da Globo. Boninho é responsável pelo BBB22, que começa em janeiro. 

Após a reportagem ser publicada, a Globo saiu em defesa de Boninho para negar as informações apuradas nos bastidores. Veja a nota na íntegra:

"A matéria definitivamente não corresponde à realidade. Boninho é um grande talento da Globo, responsável por grandes sucessos de crítica e de audiência. Implementou o núcleo de realities na TV Globo, hoje um dos principais produtos da emissora, além de sucessos em produtos de 'variedades e musicais.

Para citar apenas alguns --que hoje fazem parte da programação da TV Globo-- estão o Big Brother Brasil, um fenômeno de audiência que chega em sua vigésima segunda temporada, uma nova edição de No Limite, que em 2022 terá mais tempo de exibição, o formato The Voice, que completa dez anos e que hoje tem ainda as versões Kids e Voice+, além de Mestre do Sabor, que estreia sua quinta temporada se tornou o reality de culinária mais visto da TV aberta.

Em Variedades, também foi responsável pela implantação dos programas matinais em exibição. Sob o comando do diretor estão ainda diversos musicais consagrados, entre eles o Especial Roberto Carlos.

Portanto, ao contrário do que a matéria tenta incitar através de uma especulação, não existe questionamento algum em relação ao diretor. Vale ressaltar ainda que o Zig Zag é um formato original TV Globo, que testou algo novo, sempre com o objetivo de buscar conteúdos inéditos e diferentes para nosso público. Como toda novidade, existem aprendizados. Nossa programação é constantemente avaliada para levar sempre ao público brasileiro diversas combinações de conteúdo." 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.