Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

REALITIES BIZARROS

De Olimpíadas do Faustão 'mortais' a cozinha com maconha: Vale tudo na Netflix?

Fotos: Divulgação/Netflix

Um participante se equilibra em um foguete e se prepara para pular em um planeta enquanto desvia de jato de lava cenográfica em cena do Jogo da Lava, da Netflix

Competidor desvia de jato de lava cenográfica em gincana do Jogo da Lava, game show da Netflix

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 24/6/2020 - 5h09

Lançado na última sexta-feira (19), o game show Jogo da Lava entrou para o top 10 de atrações mais vistas da Netflix no Brasil. É uma nova prova de que a TV consegue transformar qualquer ideia estapafúrdia em programa. A plataforma também tem atrações sobre culinária em que a maconha é ingrediente, programas de namoro em que a pegação é proibida e até gincanas de sopradores de vidro e de decoração com flores.

Jogo da Lava é uma espécie de Olimpíadas do Faustão com orçamento mais alto (mas nem tanto). A disputa é baseada em uma brincadeira infantil muito popular nos Estados Unidos, em que uma criança diz "o chão é de lava" e todo mundo precisa pular de um móvel para o outro da sala sem encostar os pés no piso.

Na Netflix, cada episódio simula um cômodo diferente da casa, como cozinha, escritório e até um planetário. Participantes adultos precisam se equilibrar em bolas de espuma, saltar em estátuas da ilha de Páscoa e se pendurar em lustres para chegar ao destino final. Tudo em um ambiente repleto de toneladas de um líquido vermelho que simula lava --mas, por questões de segurança, obviamente não é.

A proposta é tão ridícula que pode até divertir. Os concorrentes, por exemplo, entram na brincadeira de verdade: quando alguém cai na "lava", rolam momentos dramáticos tanto de quem está sendo engolido pelo líquido quanto pelos amigos sobreviventes. E o público sedentário também vai se deliciar quando três comissários de bordo de meia-idade levarem a melhor sobre militares saradões das Forças Armadas.

De um modo geral, porém, Jogo da Lava nada acrescenta para o catálogo de uma plataforma que já tem competições como Ultimate Beastmaster e Jogo de Titãs, ambos com propostas parecidas e bem menos vergonhosos.

Confira outros realities da Netflix absolutamente bizarros: 

O jurado Kristen Griffith-Vanderyacht com os apresentadores Vic Reeves e Natasia Demetriou


Batalha das Flores

Imagine uma gincana no estilo do Bake Off Brasil, mas com participantes que fazem arranjos com flores no lugar de confeitaria. Esse é o Batalha das Flores, produção britânica lançada em maio. Ao longo dos oito episódios, as duplas de toda a Europa precisam simular criaturas marinhas, tronos comestíveis e insetos enormes, além de outros desafios que, ao contrário do Bake Off, você nunca tentará repetir em casa.

Com privação de sono, participantes do Não Durma no Ponto se atrapalham em ações básicas


Não Durma no Ponto

No game Não Duma no Ponto, lançado no ano passado, os concorrentes passam 24 horas contando moedas de 25 centavos, uma tarefa entediante. Sem poder dormir, eles são levados ao palco do programa para realizar provas ridículas, como tomar raspadinha ou quebrar um ovo no próprio rosto. A privação de sono produz cenas humilhantes, a qual eles se sujeitam em busca do prêmio de US$ 1 milhão.

Participante é ameaçada por galinha: se ela piscar ou recuar, é punida pela produção do reality


Piscou, Dançou

A ideia parece simples: os competidores não podem se mexer. Caso se movam ou sequer pisquem, eles sofrem punições como choques elétricos ou outras formas de tortura televisionada. Por vezes, Piscou, Dançou lembra os momentos mais baixos do Pânico na TV, com uma pegada de Jackass. Apesar de ser apresentado pelo humorista Seann Walsh, passa longe de ter graça --a não ser que você se divirta com o sofrimento alheio.

O comediante Ngaio Bealum exibe o principal ingrediente do Cozinhando em 4:20, a maconha


Cozinhando em 4:20

Competições culinárias no estilo MasterChef existem aos montes pela TV. Mas a Netflix decidiu inovar com o Cozinhando em 4:20. Se a dica do título não entregou ficou clara para você, o Notícias da TV explica: todas as receitas do programa têm a maconha como ingrediente. Só vale pelo comediante Ngaio Bealum, que apresenta vinhetas "educativas" sobre a ciência de cozinhar com cannabis. Mas nada de ficar com larica depois de acabar a maratona da primeira temporada!

Competidores do reality Vidrados tentam fazer esculturas incríveis com moldagem de vidro


Vidrados

Soprar vidro não é uma atividade das mais empolgantes, mas Vidrados até que se esforça para transformar isso em entretenimento. A competição, apresentada pelo ex-Big Brother Nick Uhas, reúne dez profissionais do ramo em uma disputa de quem cria as peças mais impressionantes em altíssimas temperaturas. Se você é muito fã de vidro (e isso existe?), é o reality ideal para você. Do contrário, passe longe.

Francesca Farago e Harry Jowsey roubaram a cena no primeiro Brincando com Fogo: pegação


Brincando com Fogo

O que você espera de um programa de pegação? Beijos e sexo, certo? Errado. No Brincando com Fogo, fenômeno lançado em abril deste ano, a ideia é que os participantes não troquem saliva. O reality reúne um grupo de gostosas e saradões em uma praia durante quatro semanas, com um prêmio de US$ 100 mil a ser dividido entre eles. Cada contato íntimo diminui um valor desse total --nem a masturbação está liberada. Vale pela diversão de ver os taradões ficando loucos na seca.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?