Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MUDANÇA NO PROGRAMA

Com Gloria Maria, Globo Repórter terá reprise de 'edição histórica' do Em Pauta

REPRODUÇÃO/GLOBONEWS

No telão, Maju Coutinho, Aline Midlej, Flávia Oliveira, Zileide Silva, Lilian Ribeiro interagem com Heraldo Pereira, no estúdio

Heraldo Pereira no comando do Em Pauta de quarta-feira (5), que será reprisado pela Globo em TV aberta

REDAÇÃO

Publicado em 4/6/2020 - 14h39

Após a repercussão positiva do Em Pauta especial apenas com jornalistas negros debatendo sobre o racismo e os protestos contra o assassinato de George Floyd nos Estados Unidos, a Globo anunciou uma mudança na edição desta sexta-feira (5) do Globo Repórter. A emissora vai reprisar o debate que foi ao ar na GloboNews na noite de ontem (3). Gloria Maria reforçará a versão do programa em TV aberta.

A apresentadora Sandra Annenberg fará a introdução do jornalístico, explicando as razões da reexibição. Na sequência, Glória, que está afastada do programa desde o ano passado, fará uma participação especial.

O Em Pauta de quarta (3) foi considerado histórico. A GloboNews escalou seis jornalistas negros para a cobertura e análise dos protestos antirracistas nos Estados Unidos, após as críticas feitas pelos internautas sobre o debate ter sido realizado sem nenhum profissional negro.

Na terça (2), no programa, sete jornalistas brancos foram responsáveis pela análise do caso. Marcelo Cosme, Sandra Coutinho, Jorge Pontual, Demétrio Magnoli, Monica Waldvogel, Gerson Camarotti e Andréia Sadi fizeram uma análise do caso, o que foi questionado pelos espectadores.

Ontem, no início do telejornal, Cosme explicou que o canal ouviu as críticas do público. "Os jornalistas que dividiram comigo a cobertura ontem, todos experientes e de alto nível profissional, eram brancos. Eu estarei mentindo se dissesse que foi um acidente. Mas, por razões históricas e estruturais de nossa sociedade, também na Globo os colegas negros ainda não são tantos quanto desejamos", afirmou ele.

Em seguida, o âncora contou que o Em Pauta seria apresentado por Heraldo Pereira, com comentários de Zileide Silva, Flávia Oliveira, Maria Júlia Coutinho, Aline Midlej e Lilian Ribeiro, todos negros. Além da participação dos jornalistas, a legenda utilizada pela cobertura foi "Rapaziada... A pauta é racismo...", o mesmo comentário utilizado pelos internautas no Twitter no dia anterior.

Na Globo, o debate será exibido na íntegra, apenas sem as reportagens que foram ao ar ao vivo nas ruas dos Estados Unidos. Com isso, a exibição do programa inédito sobre a vida selvagem nas capitais urbanas, que seria mostrado amanhã (5), será adiada.

Retorno de Gloria de Maria

A jornalista está afastada do trabalho desde dezembro de 2019, quando gravou a Retrospectiva na Globo. Em novembro, ela passou por uma cirurgia para retirada de tumor no cérebro. Em entrevista para Pedro Bial em maio, ela deu detalhes sobre o tratamento e disse que já está recuperada.

A apresentadora não foi liberada para voltar ao trabalho no Globo Repórter ainda por conta da pandemia de novo coronavírus, que afastou jornalistas com mais de 60 anos dos estúdios da Globo. A participação de Gloria Maria na reprise do Em Pauta será realizada de casa.

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas