Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ÉRICO BRÁS

Ator de Tapas & Beijos se emociona com traquinagem ao lado de Flávio Migliaccio

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O ator Flávio Migliaccio faz o símbolo do rock com as mãos e o cabelo em pé como um punk ao lado de Érico Brás nos bastidores de Tapas & Beijos

Flávio Migliaccio e Érico Brás nos bastidores de Tapas & Beijos; ator enaltece parceria

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

Publicado em 7/8/2020 - 7h00

Os olhos de Érico Brás se enchem d'água ao relembrar a convivência com Flávio Migliaccio (1934-2020) nos bastidores de Tapas & Beijos (2011-2015). Mais do que uma parceria profissional, os dois criaram uma relação afetiva que rendeu inúmeras recordações ao comediante --como o dia em que fugiram das gravações para ver Ricardo Darín.

A traquinagem foi proposta pelo próprio veterano para assistir à estreia do filme Um Conto Chinês (2011), protagonizado pelo galã argentino. "[Foi] Um dos momentos mais felizes, a gente igual criança fugiu do set porque tinha uma cena no final da manhã e a outra era praticamente a última. Ele me chamou para almoçar no shopping, e acabamos no cinema", rememora ele ao Notícias da TV.

O ator revela que o colega já tinha tramado a debandada nos mínimos detalhes para não chamar a atenção da equipe. "Foi um drible bem dado na produção (risos). Eu me senti em um filme do Flávio. Assistia a tudo em silêncio, ele só comentou uma coisa comigo no final. Foi maravilhoso", se emociona.

O humorista, aliás, guarda até hoje os celulares da época para não perder nenhuma das lembranças ao lado de Migliaccio. "Ele foi um dos maiores mestres para mim. O cara com que mais contracenei [na vida]. Tenho muito medo de perder o que guardo", conta o intérprete do Jurandir na série que voltou ao ar na última terça (4).

Entre algumas das preciosidades, ele cita um vídeo em que o artista canta um samba para a colega Fernanda de Freitas, além das inúmeras fotos bem-humoradas tiradas durante os intervalos. "Quando vejo essas memórias, fico feliz de tê-lo aproveitado como parceiro de cena e pessoa", conta o baiano.

Ele ainda afirma que o restante do elenco sequer imagina que eles tinham uma relação muito mais profunda do que a parceria em frente às câmeras. "O Flávio me ensinou muita coisa que vocês nem sabem", assegura.

Por isso, ele não esconde o seu choque diante da carta que o ator deixou antes de morrer. "Quando ele partiu e eu pude ler um trecho do que escreveu, vi o quanto é difícil ser o que a gente é, falar o que a gente fala, se comprometer com a carga que é ser artista", filosofa Érico.

Leia também

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?