Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ISABELE BENITO

Apresentadora do SBT com coronavírus faz propaganda de funerária em cemitério

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Isabele Benito no estúdio do SBT Rio

Isabele Benito no estúdio do telejornal SBT Rio; apresentadora fez merchan de plano funerário no cemitério

REDAÇÃO

Publicado em 15/4/2020 - 5h58
Atualizado em 15/4/2020 - 8h41

Afastada de suas atividades desde 26 de março por ter contraído o novo coronavírus (Covid-19), a apresentadora Isabele Benito fez uma participação especial e inusitada no telejornal SBT Rio na segunda-feira (13): ela apareceu em um cemitério, anunciando um consórcio funerário e serviços de manutenção de sepulturas, e foi criticada pelo mau gosto e oportunismo infeliz.

O comercial levantou dúvidas por parte dos telespectadores que acompanhavam o noticiário pelas plataformas digitais. Quando Isabele apareceu, alguns questionaram o motivo de a apresentadora, que contraiu a Covid-19, ter ido trabalhar em um cemitério.

O Notícias da TV apurou que a situação não passa de uma infeliz coincidência. A apresentadora gravou todos os comerciais no início de março, portanto não furou o isolamento para ganhar dinheiro com as ações de merchandising. Foi antes de ela ter contraído o novo coronavírus.

Assista ao vídeo de Isabele Benito fazendo merchandising em um cemitério no Rio de Janeiro:

Isabele deixou de apresentar o SBT Rio em 26 de março, dia em que seu marido foi internado na UTI e diagnosticado com a Covid-19. Desde então, manteve-se isolada em casa. Cinco dias mais tarde, ela recebeu o resultado de seu exame, que testou positivo para o novo coronavírus.

A afiliada carioca da emissora de Silvio Santos é um caso problemático. Somente no departamento de Jornalismo, 35 dos 75 funcionários foram afastados do trabalho por conta da pandemia. Na segunda (13), um deles morreu em decorrência da doença, o editor de imagens José Augusto Nascimento Silva. Ele tinha 57 anos e trabalhava havia mais de 30 no SBT.

Antes de morrer, Naná --como era conhecido pelos colegas-- enviou áudios pelo WhatsApp denunciando o descaso da emissora com seus funcionários. Ele classificou o SBT Rio de "epicentro do coronavírus na cidade do Rio de Janeiro".

Segundo funcionários ouvidos pela reportagem, o SBT Rio não deu a devida atenção a quem apresentou sintomas logo de início e reportou à chefia, que os obrigou a trabalhar normalmente na sede enquanto não recebessem o diagnóstico com a confirmação da doença.

O caso de Isabele reforça o desabafo de Naná. Em 21 de março, ela reportou aos superiores que seu marido, Marcelo Rios, estava com febre muito alta. Ele fez exame e testou negativo. A emissora, em vez de pedir a contraprova do marido sintomático e afastar a funcionária por precaução, a obrigou a trabalhar. Ela compartilhou a situação de seu companheiro a alguns amigos, e todos ficaram alarmados.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?