PAY-PER-VIEW

Após disputa, Palmeiras vai receber menos da Globo do que Corinthians e Flamengo

DIVULGAÇÃO/PALMEIRAS

Dudu e Bruno Henrique, do Palmeiras: Globo aceitou exigências e está bem próxima de fechar contrato - DIVULGAÇÃO/PALMEIRAS

Dudu e Bruno Henrique, do Palmeiras: Globo aceitou exigências e está bem próxima de fechar contrato

GABRIEL VAQUER - Publicado em 22/05/2019, às 05h56

Próximo de fechar um acordo com a Globo pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não sairá tão vitorioso quanto pretendia da disputa com a emissoraA Globo cedeu em vários pontos, menos no principal: o clube Alviverde não conseguirá receber a mesma quantia ou até mais do que os rivais Corinthians e Flamengo.

A emissora aceitou não multar o clube pelo acordo com a Turner, fará um contrato mais curto e pagará um percentual fixo sobre as receitas com pay-per-view, na casa dos 10% de tudo o que for arrecadado. Por sua vez, o Alviverde abriu mão de algumas exigências, como um número mínimo de transmissões em TV aberta.

O Notícias da TV apurou que o Verdão ganhará em torno de R$ 100 milhões por ano, se somados TV aberta e pay-per-view. No Premiere, caso a meta de arrecadação deste ano seja cumprida (mínimo de R$ 650 milhões), o Palmeiras terá R$ 65 milhões garantidos. É menos do que o Timão e o Fla, que contam com 18,5% fixos. Acrescentadas as transmissões abertas, o Rubro-Negro ganha R$ 120 milhões, enquanto o Corinthians leva R$ 110 milhões.

Por contrato, há um acordo entre Globo, Corinthians e Flamengo de que os dois clubes, que têm as maiores torcidas, não podem receber menos do que os rivais. O termo proposto pela Globo agrada ao Palmeiras e faz com que a emissora não tenha de gastar mais com os dois maiores clubes. Novas reuniões vão ocorrer nesta quarta (22), e a expectativa é que o contrato seja assinado até o fim de semana. 

O novo acordo da Globo com o Alviverde será válido até 2021 e cobrirá apenas o mandato do atual presidente do clube, Maurício Galiotte. Assim, o gestor deixará a responsabilidade de negociar um novo contrato para seu sucessor(a).

Outro ponto que fez o acordo avançar foi o fim da multa para clubes que assinaram com a Turner, os chamados redutores. O fato ocorre porque a Turner adotou o bloqueio de praça, como informou o Notícias da TV em abril. Com isso, não há prejuízo para o Premiere, como a Globo alegava.

Por ter exigências prioritárias atendidas, o Palmeiras abriu mão de ter um número mínimo de jogos em TV aberta, como exigia antes. A Globo continuará com liberdade de escolher os jogos que exibirá --em 2019, o Palmeiras está dando menos ibope do que Corinthians e São Paulo.

Só falta o Furacão

Com o acordo Alviverde praticamente selado, o Athletico-PR será o único clube a não fechar com o Premiere. O clube paranaense pediu R$ 40 milhões em luvas, mas a Globo recusou. As negociações serão retomadas nos próximos dias. 

Procurada, a Globo não se pronunciou.

Tudo sobre

Palmeiras

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook