Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TIME REFORÇADO

Após comprar Libertadores, SBT vai ao mercado para montar equipe esportiva

REPRODUÇÃO/SBT

Sorridente e com uma camisa do SBT, Téo José está no estúdio de transmissão da final do Campeonato Carioca

Téo José na transmissão do Campeonato Carioca no SBT; narrador é o favorito entre os diretores da emissora

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 10/9/2020 - 16h05
Atualizado em 10/9/2020 - 22h23

Após assinar contrato com a Conmebol e acertar a compra dos direitos de transmissão da Libertadores até 2022, o SBT iniciou uma procura de jornalistas e profissionais ligados ao esporte para montar uma equipe própria. O Notícias da TV apurou que o nome favorito da direção da emissora de Silvio Santos para a narração é o de Téo José, que comandou a final do Campeonato Carioca no SBT em julho. Ele deve assinar o contrato nesta sexta-feira (11).

Com passagens pela Record e RedeTV!, ele foi o locutor número 1 da Band entre 2014 e 2018 e narrou os principais eventos esportivos da emissora. Ele estava contratado do Fox Sports, e também já trabalhou no SBT nos anos 1990.

Os executivos da empresa de Silvio Santos entendem que, por ter um trabalho conhecido do público de TV aberta, o jornalista seria um dos destaques da equipe. Mas as contratações vão muito além de apenas um narrador, afinal serão dois jogos a cada rodada da Libertadores.

O SBT quer montar uma equipe com locutores, repórteres, comentaristas e profissionais que atuam nos bastidores, como editores, produtores e coordenadores. Segundo o UOL Esporte, a intenção é contratar aproximadamente 30 profissionais. Nomes como Mauro Naves, também do Fox Sports, e André Henning, da Turner, estão no radar.

O "processo seletivo" já começou, mas a equipe será formada aos poucos. Para os dois jogos de quarta-feira (16), Universidade Católica x Grêmio e Bolívar x Palmeiras (a definir ainda para quais praças cada um será exibido), o SBT vai adotar um esquema semelhante ao que foi feito na final do Campeonato Carioca, ao menos na retaguarda.

A emissora vai deslocar funcionários do Jornalismo para fazer toda a produção, e as transmissões terão a supervisão das diretorias de Programação e Artística. Ainda não há um nome designado para ser o mandachuva da equipe esportiva. Em relação aos profissionais que atuam no vídeo, a intenção é fechar as principais contratações até segunda-feira (14).

Quando o SBT transmitiu a final do Campeonato Carioca montou uma equipe às pressas por ser um jogo só. Téo José foi emprestado pela Disney; os ex-jogadores Carlos Alberto e Athirson, que tinham história nos clubes envolvidos na decisão, Fluminense e Flamengo, foram contratados para os comentários. Marcelo Smigol e Isabele Benito, do SBT Rio, fizeram as reportagens.

José Roberto dos Santos Maciel, CEO do SBT e que foi o responsável por conduzir as negociações com a Conmebol, reforçou em comunicado sobre a compra dos direitos de transmissão que a emissora é "popular". Esse entendimento servirá como base para a seleção das equipes de transmissão.

Os profissionais do Fox Sports podem ser os principais alvos de propostas da emissora de Silvio Santos justamente por terem esse estilo. Além disso, o canal da TV paga tem incertezas em relação ao futuro. Dona da Fox Sports, a Disney poderá encerrar as operações da empresa em janeiro de 2022, mantendo apenas a ESPN.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?