Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ACERTE NA COMPRA

50, 55 ou 65 polegadas? Descubra o tamanho de TV ideal para a sua sala

REPRODUÇÃO

Criança de costas olhando para a tela da TV

Com TVs de resolução 4K e 8K, telespectador pode ter tela grande em sala pequena

EDUARDO BONJOCH

edubonjoch@gmail.com

Publicado em 6/6/2021 - 7h05

Ter uma TV de tela grande em uma sala pequena já é possível com os modelos de resolução 4K e 8K. Trazendo definição quatro e dezesseis vezes superior, respectivamente, a dos aparelhos Full-HD que dominavam o mercado há alguns anos, estes televisores reproduzem imagens com maior detalhamento e nitidez. Na prática, com milhões de pixels a mais, você não consegue visualizar os pontos que formam a imagem nem se estiver bem perto da tela.

A SMPTE (Society of Motion Picture and Television Engineers), que reúne especialistas da indústria de TVs nos EUA, recomenda que uma TV 4K de 55 polegadas seja instalada a uma distância média de 2,28 metros em relação ao encosto do sofá. Utilizando o mesmo exemplo, a THX, que também estabelece padrões seguidos por especialistas, estabelece distâncias mínima de 1,67 metros e máxima de 2,65 metros.

Para uma TV 4K de 65 polegadas, as distâncias recomendadas pelas duas entidades vão de 1,98 a 3,10 metros. E até para um televisor gigante de 75 polegadas, a distância mínima, prevista pela THX, impressiona: apenas 2,28 metros em relação ao encosto do sofá.

"O brasileiro continua conservador neste sentido, principalmente o público com mais de 40 anos", afirma Alex dos Santos, especialista em áudio e vídeo. "Mesmo sabendo que uma TV 4K de 65 polegadas pode ficar a 2,50 metros do sofá, muitos consumidores não gostam do resultado e preferem optar por uma tela um pouco menor ou, quando possível, decidem empurrar o sofá para trás até chegar a uma distância de pelo menos 3 metros."

É mais uma questão de gosto pessoal. Para tirar a dúvida, a dica é ficar em frente à TV que você mais gostou na loja, mantendo a mesma distância entre a tela e o sofá da sua casa e verificar se a experiência agrada. Segundo Santos, seguir as distâncias mínimas recomendadas internacionalmente reforça o impacto do cinema, valorizando a nitidez dos filmes e séries. Fora da distância máxima, ele acredita que esta sensação vai se perdendo.

Para Paulo Sérgio Correia, que atua na área de vídeo há mais de 45 anos, a questão está mais ligada ao conforto visual. "Mesmo não enxergando os pixels que formam a imagem nas TVs de altíssima resolução, a distância em relação à tela pode ser tão pequena a ponto de forçar o pescoço para acompanhar as cenas em movimento", diz. "Imagine o desconforto após ver um episódio de série com 40 minutos ou um filme inteiro."

Para evitar dores no pescoço e de cabeça, o ideal é se manter a uma distância mínima que permita visualizar a tela inteira sem esforço, movimentando apenas os olhos. Este cuidado também ajuda a reduzir o cansaço nas pálpebras e a incômoda sensação de ressecamento ocular após um longo período vendo TV. Já a altura da tela deve seguir a direção dos olhos de quem está sentado no sofá.

REPRODUÇÃO/SAMSUNG

TV com tecnologia HDR; jogos mais reais 

HDR ajuda nos games

Ela está nas TVs 4K e 8K, videogames, jogos e serviços de streaming, como Netflix e Prime Video. A tecnologia HDR (High Dynamic Range) permite exibir mais tonalidades de cores com um maior controle de brilho e contraste, que se adaptam às imagens claras e escuras e às variações de luz no ambiente. A diferença é fácil de perceber, pois a tela ganha cores mais vivas e brilhantes.

A versão mais comum é chamada de HDR10. E já existe o padrão HDR10+, que compete com o Dolby Vision. Nos dois casos, ajustes de brilho e contraste são realizados durante todo o filme ou jogo, trabalhando cada sequência individualmente para obter imagens com maior fidelidade e nitidez.

Nas TVs de altíssima resolução, a tecnologia HDR facilita a visualização dos detalhes de cada fase dos games mesmo quando se está bem perto da tela, como gostam os jogadores, e até com as luzes acesas. E a posição mais próxima à TV não chega a ser um problema, porque a ação nos jogos sempre se passa em um bloco da imagem, dispensando a visualização contínua da tela inteira, o que poderia provocar dores no pescoço.

Para ver filmes e séries quando o ambiente está iluminado, a tecnologia também se sai muito bem. Mas se o ambiente estiver escuro, o aumento do brilho e do contraste pode deixar as cores intensas demais e até um pouco artificiais, incomodando parte dos telespectadores. Neste caso, é só desabilitar esta opção.


Leia também

Web Stories

+
Anitta, Juliette e Paolla Oliveira: Famosos que se posicionaram politicamente na webDe violência doméstica a desemprego: Como está o elenco de Roque SanteiroDe Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou de ver Tiago Leifert no comando da Super Dança dos Famosos?