Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SÉRIE FRANCESA

União de La Casa de Papel com Sherlock Holmes, Lupin é nova sensação da Netflix

Divulgação/Netflix

Omar Sy olha um colar no Museu do Louvré em cena da série Lupin

Omar Sy é o protagonista de Lupin, nova série francesa que está em destaque na Netflix

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 13/1/2021 - 6h50

Nova sensação da Netflix, a série francesa Lupin estreou na sexta (8) no catálogo da plataforma e logo apareceu na lista das produções mais assistidas do serviço de streaming. Protagonizada por Omar Sy, conhecido pela comédia dramática Intocáveis (2011), a trama que mistura elementos de La Casa de Papel e Sherlock Holmes começa a cavar o seu lugar entre os principais hits de 2021.

A série é inspirada nos livros sobre o personagem Arsène Lupin escritos pelo romancista francês Maurice Leblanc (1864-1941) no início do século 20.

Na época da publicação, o editor de uma revista local solicitou ao autor que criasse um personagem à altura do que Arthur Conan Doyle (1859-1930) havia feito na Inglaterra com Sherlock Holmes. Assim nasceu Lupin, um ladrão astuto e audacioso que é perseguido pela polícia da França por causa de seus inúmeros golpes.

A produção da Netflix, no entanto, não é uma adaptação fiel às histórias contadas por Leblanc. O criador George Key decidiu fazer uma releitura moderna do personagem e apresenta Assane Diop (Omar Sy), o filho de um imigrante senegalês que vira expert do crime por ser fã das aventuras de Lupin.

Com um ritmo acelerado, o primeiro episódio se encarrega de apresentar ao público Diop e o seu plano (na teoria) infalível: infiltrado como zelador no famoso museu do Louvre, em Paris, ele deseja roubar um centenário colar que pertenceu à imperatriz Maria Antonieta.

Para cumprir seu objetivo, ele busca a ajuda de outros três criminosos locais que, como planejado por Diop, têm mais ambição do que inteligência. O senegalês, no maior estilo do Professor (Álvaro Morte) de La Casa de Papel, mas com muito mais carisma, revela ao espectador o seu verdadeiro plano --não sem antes convencer sua audiência de que, mais uma vez, é possível torcer pelo "bandido".

Ao mesmo tempo em que descreve o golpe, o primeiro episódio conta a trágica história de sua origem em constantes flashbacks. Recém-chegado à França com seu filho, o viúvo Babakar (Fargass Assandé) arranja um trabalho como motorista da riquíssima família Pellegrini.

O que nem Babakar ou Assane sabiam era que o que parecia um simples trabalho comum traria a derrocada da vida deles. Hubert Pellegrini, o patriarca da família, acusa o motorista de roubar seu item mais precioso, o colar de, veja só, Maria Antonieta.

Tragado pela dor de ser condenado por um crime que não cometeu, Babakar tira a própria vida na prisão, deixando Assane com um único presente: um livro sobre Arsène Lupin. Agora órfão de pai e mãe, o garoto encontra na paixão pelo personagem uma maneira de refazer sua vida, ao mesmo tempo em que busca provar a inocência de seu velho.

Composta por cinco episódios, a primeira parte de Lupin tem êxito na construção de uma narrativa intrigante, e grande parte disso é resultado do carisma de Omar Sy. Charmoso, Assane é capaz de convencer a pessoa mais inteligente de qualquer coisa --um mestre do disfarce à la Sherlock Holmes, mas com uma noção de investigação e luta que parecem mais inspirados em James Bond.

Conforme a narrativa se desenrola, e o protagonista se aproxima da verdade, o roteiro se encarregada de que seus obstáculos se tornem cada vez mais difíceis e perigosos. Para deixar tudo ainda mais desafiador, Assane não é o único viciado nas histórias escritas por Leblanc.

O que torna Lupin diferente das mais variadas produções do gênero é sua fidelidade à escolha de ser uma adaptação contemporânea de um personagem criado há décadas. A série da Netflix fala sobre racismo e abuso de poder sem precisar recorrer a eventos longínquos --talvez porque ainda sejam problemas muito atuais da sociedade.

A segunda parte da série já foi confirmada pelo serviço de streaming, mas os fãs de uma boa história de suspense policial poderão ficar aflitos com os ganchos deixados no final da temporada. Mas não há o que temer: no que depender do carisma de Omar Sy, Lupin tem fôlego para durar muito mais tempo.

Assista ao trailer da primeira temporada:


Leia também

Web Stories

+
Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no PedaçoAgressão e barraco em festa clandestina: Veja histórico dos peões de A Fazenda 13Vereda Tropical no Globoplay: Veja por onde andam cinco atores sumidos da novelaGlobo Esporte, Zero 1 e BBB: Confira trajetória de Tiago Leifert na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do elenco de A Fazenda 13?