Premiação

The Good Wife ameaça favoritismo de Breaking Bad no Globo de Ouro

DIvulgação/CBS

A atriz Julianna Margulies em imagem promocional de The Good Wife, em que interpreta uma advogada - DIvulgação/CBS

A atriz Julianna Margulies em imagem promocional de The Good Wife, em que interpreta uma advogada

JOÃO DA PAZ - Publicado em 12/01/2014, às 08h00

Breaking Bad é a favorita para levar o Globo de Ouro 2014 na categoria melhor série dramática, repetindo conquista do Emmy do ano passado. Mas The Good Wife, com sua melhor temporada até o momento, pode surpreender e levar a principal estatueta da premiação, que acontece neste domingo, com transmissão do canal TNT, a partir das 22h (veja lista completa dos indicados no final deste texto).

A atriz Juliana Margulies, protagonista de The Good Wife, é a principal concorrente de Kerry Washington, de Scandal, na categoria melhor atriz em série dramática. Essas duas disputas prometem esquentar o Globo de Ouro deste ano.

Para Bruno Carvalho, editor-chefe do site Ligado em Série, Breaking Bad, que teve sua última temporada em 2013, tem todas as chances de levar o prêmio na categoria série dramática, "ainda mais por ter encerrado sua jornada em alta com o público e a crítica".

A editora de TV do site Omelete, Aline Diniz, ressalta a estética cinematográfica da produção e aposta que Breaking Bad deve levar a estatueta por ser "uma série tecnicamente impecável".

Porém, The Good Wife tem condições de surpreender. "É uma das melhores séries da TV atualmente", destaca Diniz. O motivos que colocam The Good Wife como forte concorrente de Breaking Bad são pontuados por Carvalho: "Tem uma boa qualidade de roteiro, de atuações e é relevante nos aspectos políticos e sociais por abordar temas atuais".

Melhor atriz

O jornalista Paulo Gustavo, autor do livro Almanaque dos Seriados, concorda com o pensamento comum de que a protagonista de Scandal (Kerry Washington) é a favorita nessa briga. "Ela tem condição de de vencer por ter um papel de qualidade e forte. O fato de ser popular a ajuda também", diz.

Carvalho pensa diferente. Ele daria a estatueta para Margulies sem pensar duas vezes. "Alicia Florrick (Margulies) é uma personagem infinitamente mais complexa e interessante do que Olivia Pope (Washington), assim como a qualidade técnica da intérprete". 

Chegou a hora da Netflix?

Em 2013 a Netflix investiu fortemente em produções originais. O resultado são as seis indicações que recebeu ao Globo de Ouro 2014, à frente das tradicionais redes de TV aberta norte-americanas (CBS e NBC, com cinco indicações cada uma, ABC, com quatro, e Fox, com três). Sua principal produção, House of Cards, concorre com quatro nomeações, maior número entre as séries de TV. Isso resultará em vitórias?

"Não estar na TV tradicional não deve influenciar negativamente a Netflix", comenta Gustavo. A maior chance da Netflix está na categoria melhor ator em série dramática, com  Kevin Spacey, protagonista de House of Cards, "não por ele ser o melhor dos indicados", diz Carvalho, "mas porque a Associação de Imprensa Estrangeira ([esponsável por escolher os vencedores], adora premiar atores de cinema em produções de TV, que é o caso de Spacey".

O popular não tem vez

Gustavo é bem categórico ao comentar o motivo de séries muito populares não arrebatarem estatuetas importantes em premiações relevantes como o Globo de Ouro. "Os membros da academia são antigos e conservadores. Foi uma surpresa Girls ter vencido no ano passado [na categoria melhor série de comédia]".

Um desses casos é The Big Bang Theory, que nesta semana venceu o segundo People's Choice Awards seguido na categoria série de comédia favorita do público. Atualmente na sétima temporada, a série que é sucesso de audiência nos Estados Unidos só tem bons resultados nas premiações acadêmicas com o ator Jim Parsons (ele têm três Emmys e um Globo de Ouro).

Aline Diniz destrincha: "The Big Bang Theory está longe de ser favorita por motivos óbvios. É uma série que usa de muita repetição e explicação na tentativa de facilitar a experiência do telespectador".

Carvalho aponta outro motivo do fracasso da série nessas premiações. Segundo ele, isso acontece "por apresentar personagens que pouco desenvolvem e tramas descartáveis. Assim, dificilmente terá reconhecimento crítico".


LEIA TAMBÉM:

Não existe fórmula, tudo pode acontecer no BBB, diz Boninho

Aguinaldo Silva cutuca autores que 'apenas cumprem tarefa'

Série policial da Globo terá beijo e 'pegação ardente' entre mulheres

Anitta diz que ensaiava beijo em fechadura e dançava com portas

Paulo Vilhena teve de recusar papel de Niko em Amor à Vida

Eriberto Leão entra em Amor à Vida para namorar Eron

Niko e Félix vão dormir juntos, mas Globo só mostrará café da manhã

Atílio deixa de ser covarde, volta para Márcia e vai vender hot dog

Valdirene desiste de posar nua, mas levará fora de Carlito

Na cadeia, Aline ficará em choque ao saber que Ninho está vivo


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão


CONFIRA A LISTA DOS INDICADOS AO GLOBO DE OURO EM TV

Melhor série dramática:

Breaking Bad (AXN, Netflix)

Downton Abbey (GNT)

The Good Wife (Universal Channel)

House of Cards (Netflix)

Masters of Sex (HBO)

Melhor série de comédia ou musical:

The Big Bang Theory (Warner Channel)

Brooklyn Nine-Nine (TBS)

Girls (HBO)

Modern Family (Fox)

Parks and Recreation (Sony)

Melhor minissérie ou filme feito para a TV:

American Horror Story: Coven (Fox)

Behind the Candelabra (HBO)

Dancing on the Edge (BBC)

Top of the Lake (Max)

White Queen (BBC, Starz)

Melhor atriz de série dramática:

Julianna Margulies (Alicia Florrick em The Good Wife)

Tatiana Maslany (Sarah Manning em Orphan Black)

Taylor Schilling (Piper Chapman em Orange is the New Black)

Kerry Washington (Olivia Pope em Scandal)

Robin Wright (Claire Underwood em House of Cards)

Melhor ator em série dramática:

Bryan Cranston (Walter White em Breaking Bad)

Liev Schreiber (Raymond Donovan em Ray Donovan)

Michael Sheen (William H. Masters em Masters of Sex)

Kevin Spacey (Francis Underwood em House of Cards)

James Spader (Raymond Reddington em The Blacklist)

Melhor atriz em série de comédia ou musical:

Zooey Deschanel (Jessica Day em New Girl)

Lena Dunham (Hannah Horvath em Girls)

Edie Falco (Jackie Peyton em Nurse Jackie)

Julia Louis-Dreyfus (Selina Meyer em Veep)

Amy Poehler (Leslie Knope em Parks and Recreation)

Melhor ator em série de comédia ou musical:

Jason Bateman (Michael Bluth em Arrested Development)

Don Cheadle (Martin Kaan em House of Lies)

Michael J. Fox (Michael Henry em The Michael J. Fox Show)

Jim Parsons (Sheldon Cooper em The Big Bang Theory)

Andy Samberg (Jake Peralta em Brooklyn Nine-Nine)

Melhor atriz em minissérie ou filme feito para a TV:

Helena Bonham Carter (Elizabeth Taylor em Burton and Taylor)

Rebecca Ferguson (Elizabeth Woodville em The White Queen)

Jessica Lange (Fiona Goode em American Horror Story: Coven)

Helen Mirre (Linda Kenney Barren em Phil Spector)

Elisabeth Moss (Robin Griffin em Top of the Lake)

Melhor ator em minissérie ou filme para a TV:

Matt Damon (Scott Thorson em Behind the Candelabra)

Michael Douglas (Liberace em Behind the Candelabra)

Chiwetel Ejiofor (Louis em Dancing on the Edge)

Idris Elba (John Luther em Luther)

Al Pacino (Phil Spector em Phil Spector)

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie, ou filme para TV:

Jacqueline Bisset (Lady Cremone em Dancing on the Edge)

Janet Mcteer (Jacqueta Lady Rivers em The White Queen)

Hayden Panattiere (Juliette Barnes em Nashville)

Monica Potter (Kristina Braverman em Parenthood)

Sofia Vergara (Gloria Pritchett em Modern Family)

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie, ou filme para TV:

Josh Charles (Will Gardner em The Good Wife)

Rob Lowe (Jack Startz em Behind the Candelabra)

Aaron Paul (Jesse Pinkman em Breaking Bad)

Corey Stoll (Peter Russo em House of Cards)

Jon Voight (Mickey Donovan em Ray Donovan)

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que é mais bizarro em O Tempo Não Para?
Duas mulheres com mais de 60 anos dizendo estar grávidas.
23.60%
Ninguém mandar nenhuma das 'grávidas' fazer teste em laboratório.
11.04%
Vilões que matam pessoas e continuam impunes.
11.55%
De uma novela que descongelou pessoas do século 19 se espera qualquer coisa.
53.81%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook