Terceira Idade

Séries quebram estereótipos com homossexualidade e namoro na velhice

Montagem/Divulgação/The CW/Netflix

Ivonne Coll, de 71 anos, em Jane The Virgin e Michael Douglas, de 74, em The Kominsky Method - Montagem/Divulgação/The CW/Netflix

Ivonne Coll, de 71 anos, em Jane The Virgin e Michael Douglas, de 74, em The Kominsky Method

JOÃO DA PAZ - Publicado em 29/11/2018, às 05h10

Esqueça a vovó que faz aquele bolo maravilhoso ou o vovô saudosista clássico. A terceira idade ganhou uma roupagem descolada nas séries atuais, quebrando estereótipos e superando preconceitos. A diversidade passa por uma setentona namoradeira em Jane The Virgin e até uma debochada amizade em The Kominsky Method, da Netflix.

Os vencedores do Oscar Michael Douglas, de 74 anos, e Alan Arkin, de 84, mitos do cinema hollywoodiano, esbanjam simpatia e bom humor na grata surpresa da gigante do streaming. A série, lançada quase que na surdina no último dia 16, acompanha o ator veterano Sandy Kominsky (Douglas), que dá aula de atuação a jovens em começo de carreira. Ele tem a companhia inseparável do amigo Norman Newlander (Alan Arkin), seu empresário.

The Kominsky Method é uma lição de vida. A comédia narra a bela relação que o protagonista nutre ao lado de Norman desde os tempos da juventude. Sandy se mostra presente no momento mais difícil da vida do amigo, e os dois superam as adversidades com sarcasmo, deboche e muitas (mesmo) provocações, daquelas que as pessoas só podem dizer porque compartilham um amor muito grande.

Vida amorosa e sexual ativa
Entre tantas histórias fofas contadas em Jane The Virgin, a da graciosa vovó Alba Gloriana Villanueva (Ivonne Coll, 71 anos) fica entre as favoritas do público.

Na terceira temporada da comédia, disponível na Netflix, ela paquera Jorge Garcia (Alfonso DiLuca, 55), gerente da lojinha de brindes e presentes do Marbella Hotel. A "abuela" vai trabalhar no local para ficar mais perto do seu crush. O romance deles, que tem uma ingenuidade quase adolescente, se estende até a quarta temporada.

divulgação/netflix

Lily Tomlin e Jane Fonda examinam com carinho vibradores na comédia Grace and Frankie

Já em Grace and Frankie (Netflix) a velharada é mais ousada, sexualmente falando. A comédia une duas mulheres que não se davam bem, a empresária Grace Hanson (Jane Fonda, 80 anos) e a professora hippie Frankie Bergstein (Lily Tomlin, 79), após os maridos delas revelarem que são gays e estão apaixonados um pelo outro. A dupla entendeu que teria mais chances de tocar a vida caso se unisse.

Na terceira temporada, a série aborda um tema nunca antes visto na TV: brinquedos sexuais para mulheres acima dos 60 anos. Grace and Frankie é corajosa não apenas por colocar as protagonistas como vendedoras de vibradores, mas dá um chute na caretice ao falar abertamente sobre os prazeres sexuais femininos na terceira idade.

A questão da homossexualidade na velhice é tratada com sensibilidade em This Is Us (Fox Play). O telespectador conhece o pai biológico de Randall (Sterling K. Brown), William (Ron Cephas Jones, 61 anos) com idade avançada e bem doente. O drama chororô conta a trajetória do músico até Randall descobrir que seu pai é gay.

O diferencial de This Is Us é colocar em cena um idoso homossexual extremamente distante de outros personagens gays destacados em séries atuais. William não é exibido, muito menos apresenta trejeitos afeminados. Ele é bem sereno, comedido e muito seguro de sua sexualidade.

divulgação/nbc

O ator Ron Cephas Jones (61 anos) faz uma atuação equilibrada e certeira em This Is Us

Descolados
Em Ray Donovan (HBO), Susan Sarandon interpreta uma femme fatale do alto dos seus 72 anos. Na pele da sexy e empoderada empresária Samantha Winslow, ela é mais uma representante de peso da terceira idade no drama, que desde a primeira temporada conta com Jon Voight (79 anos), vivendo o trambiqueiro Mickey Donovan, pai do protagonista.

Enquanto isso, em Tell Me a Story (ainda inédita no Brasil), Kim Cattrall (de 62 anos) faz uma vovó divertida e descolada, que cuida e tenta se aproximar da neta adolescente e rebelde, em uma série que contextualiza contos de fadas nos dias atuais. A atriz eternizou a fogosa Samantha Jones em Sex and the City (1998-2004).

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que é mais bizarro em O Tempo Não Para?
Duas mulheres com mais de 60 anos dizendo estar grávidas.
23.60%
Ninguém mandar nenhuma das 'grávidas' fazer teste em laboratório.
11.04%
Vilões que matam pessoas e continuam impunes.
11.55%
De uma novela que descongelou pessoas do século 19 se espera qualquer coisa.
53.81%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook